Esporte

Foto: Divulgação

O Articulador dos Jogos Mundiais Indígenas, Marcos Terena, solicitou nesta quarta-feira, 8, ao secretário Estadual do Esporte, Lazer e Juventude (Seelj), Salim Milhomem, o pedido do grupo técnico da secretaria para ajudar na competição. 

O motivo do pedido foi devido a Secretaria do Esporte realizar a edição dos Jogos dos Povos Indígenas em 2003. O pedido foi feito na manhã de hoje quando visitou o secretário, em seu gabinete. Ele esteve acompanhado do secretário executivo dos Jogos Mundiais da Prefeitura de Palmas, Kairo Bernardo. 

“Temos boa impressão do pessoal técnico da Secretaria que nos ajudou muito durante o evento de 2003”, comento Terena, que deve retornar à Capital no final do mês para um encontro com o governador Marcelo Miranda, que será agendado por Salim Milhomem. 

“Vamos levar ao conhecimento do governador Marcelo Miranda o pedido  do Terena de fazer uma reunião para que o Estado participe ainda mais na organização dos Jogos Mundiais” comentou o Secretário, que irá criar em palmas, durante o evento, o Comitê Internacional Indígena (COI). Segundo ele, já está havendo esta articulação com os principais líderes mundiais indígenas e que a partir da criação o segundo Mundial será com as regras e normas deste comitê. "Vamos fazer que nem o COI Internacional. A única diferença é que aqui não teremos votos de federações e confederações, mas sim a participação dos representantes indígenas.    

Celebridades

Festival das Culturas Indígenas, Fórum e Acendimento do Fogo Sagrado serão algumas das atividades de congraçamento e que vão anteceder a abertura oficial dos Jogos Mundiais, programadas para o dia 23 de outubro e seu encerramento no dia 1º de novembro. O evento deverá ter presença de celebridades nacionais e internacionais. 

Eventos

No dia 20 de julho, Terena destacou que seu irmão, Carlos Terena, que é o responsável pelos jogos esportivos, vai receber os representantes dos mais de 2.300 indígenas que deverão disputar a competição para tirar todas as dúvidas referentes ao regulamento, horários dos jogos, ente outras particularidades. No dia seguinte, acontecerá o Festival de Culturas Indígenas, onde o índio seja brasileiro ou de fora do País poderá expor seu artesanato e mostrar seus produtos agrícolas, como a batata doce, mel e o que ele produz em sua região e, com isso, poderá gerar renda, pois a população vai poder comprar seus produtos. No espaço da grande arena haverá ainda uma Oca Digital, onde os indígenas vão poder aprender a mexer nos computadores. 

Sagrado

Um dia antes da abertura oficial, Carlos Terena e vários líderes espirituais indígenas vão escolher um local em Palmas para fazer o Acendimento do Fogo Sagrado que ficará aceso até o final da competição, no dia 1º de novembro.