Polí­tica

Foto: Divulgação

A bancada tocantinense atendeu a sugestão da deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (Democratas/TO) e apresentou à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) emenda de meta que destina recursos para a construção dos hospitais da Universidade Federal do Tocantins nas cidades de Palmas e Araguaína. Três emendas de metas foram acolhidas pela bancada. Além da UFT, foram acatadas emendas para a construção da ponte sobre o Rio Araguaia que liga Xambioá a São Geraldo (PA) e para a pavimentação da BR 010. A LDO está sendo apreciada na Câmara e deve ser votada até esta quarta-feira, 15.

Dorinha justificou que, como a UFT encontra-se em efetiva fase de consolidação e constante crescimento, é mais que necessário e urgente a construção dos hospitais universitários para atender não somente os estudantes da área da saúde da universidade como Medicina, Enfermagem e Nutrição, bem como a população.

A deputada Dorinha já vem priorizando o desenvolvimento da UFT em suas emendas de bancada. Em 2013, a parlamentar destinou R$ 23 milhões para dar início a construção do hospital da UFT, em Palmas, e que foi paga pelo Executivo Federal. A única emenda de bancada paga pelo governo em 2014 foi da Professora Dorinha para expansão e reestruturação da UFT, no valor de R$ 19,1 milhões. Os recursos para o hospital ultrapassam R$ 200 milhões, que serão repassados gradativamente de acordo com o andamento das obras. Ainda neste mês deve ser liberado o investimento na ordem de R$ 50 milhões, garantido durante apreciação da Lei Orçamentária Anual (LOA), para dar continuidade às obras paralisadas nos campi da UFT.

LDO

Professora Dorinha também apresentou à LDO uma emenda para a ampliação do Hospital Geral Público de Palmas (HGPP) e construção do Hospital Geral de Araguaína.

O HGPP oferece 238 leitos e, a partir da reforma proposta, contará com 10 novas salas de cirurgias, 196 novos leitos e ampliação do pronto-socorro, que ficará com mais cinco leitos de AVC agudo, dez leitos de sala vermelha, 20 leitos de sala amarela, 40 leitos de observação e 20 para cuidados intensivos. Já a construção do Hospital Geral de Araguaína disponibilizará 400 leitos para a população.

Educação

Professora Dorinha também se comprometeu em trabalhar para liberar mais recursos para a Educação. Ela apresentou outra emenda na LDO para a construção de dez Escolas de Tempo Integral (ETI) em sete cidades do Tocantins. Deverão ser duas ETI’s para Gurupi, três em Araguaína e Dianópolis, Araguatins, Guaraí, Paraíso do Tocantins e Porto Nacional com uma unidade cada município.