Economia

Foto: Divulgação

Empresários da área de logística e ferrovia que já possuem filiais no Tocantins pretendem transformar suas representações em matrizes no Estado. Executivos da Mitsui Rail Capital Participações Ltda estiveram na Capital na tarde desta quarta-feira,15, visando transferir empresas instaladas em outros estados para o Tocantins. A discussão já foi iniciada com o Governo do Estado e a previsão é que até o final do ano as empresas já estejam instaladas no Tocantins.

Segundo o presidente da Junta Comercial do Tocantins (Jucetins), Carlos Alberto Dias de Moraes, estudos iniciais de viabilidade econômica já foram iniciados e um encontro de diretores japoneses da empresa junto ao governador Marcelo Miranda deverá ser agendado em breve. “Eles encontraram no Tocantins as condições necessárias para a implementação daquelas empresas aqui. Para nós é um investimento importante, tendo em vista este cenário em que o Tocantins está passando. São novas oportunidades de negócios e empregos que estarão vindo para cá”, argumentou.

De acordo com Alex Rafael Breda Fornani, representante jurídico da Mitsui Rail Capital, a oportunidade da instalação definitiva das empresas no Tocantins se deu pelo posicionamento estratégico em relação aos demais estados das regiões Norte e Nordeste, como também pela Ferrovia Norte-Sul, que corta o Estado. “Nós temos cinco empresas em outros estados, com filiais aqui. A ideia agora é trazer essas matrizes para cá. Pela questão estratégica e também pela demanda do transporte ferroviário de cargas”, afirmou.

Evento Nacional

No final de agosto, o Tocantins vai sediar O Encontro Nacional de Juntas Comerciais (ENAJ), evento promovido pela Associação Nacional dos Presidentes de Juntas Comerciais (Anprej). De acordo com o presidente da Jucetins, a realização do evento na Capital, Palmas, reforça a intenção do Governo do Tocantins em atrair novos investidores, apresentando as potencialidades do Estado. “Este encontro com a multinacional japonesa se deu após a decisão de sediarmos o evento aqui no Tocantins”, afirmou.