Educação

Foto: Manoel Lima

Programa responsável por promover educação no campo para pessoas entre 18 e 29 anos, o Projovem Campo Saberes da Terra já iniciou as atividades em assentamentos de municípios jurisdicionados às Diretorias Regionais de Educação (DRE) de Araguatins, Tocantinópolis, Araguaína, Colinas e Gurupi. Ao todo, cerca de 800 estudantes já estão cursando as atividades que integram o ensino fundamental ao ensino técnico na área de agroecologia.

De acordo com o diretor de Diversidade e Programas Educacionais da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Felipe Carvalho, o Projovem Campo Saberes da Terra tem como objetivo trabalhar com jovens e adultos através da pedagogia de diversidade, em que são agregadas as disciplinas convencionais às do curso técnico, voltado para a educação no campo. “Esta formação é voltada especificamente para os assentamentos nos municípios. Em algumas ocasiões, são feitas em parceria com as prefeituras”, destacou.

O programa, que é desenvolvido pelo governo federal, em parceria com o Estado e municípios, abrange no Tocantins cerca de 800 estudantes, de 36 turmas distribuídas em 19 cidades de cinco Regionais de Educação. Para atender aos alunos do Saberes da Terra, os professores passam por formação específica no curso de Educação no Campo, da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

“Este é um programa importante para a atual gestão, tendo em vista a nossa proposta de implantação de escolas de referência principalmente para a população em situação de vulnerabilidade social. Para capacitar os educadores, estão sendo preparadas formações em parceria com a UFT”, destacou o secretário Adão Francisco de Oliveira.

Aula inaugural

Último município que faltava receber o Projovem Campo Saberes da Terra, Riachinho terá a aula inaugural do curso na próxima sexta-feira, 24. A solenidade, prevista para começar às 8h30, será realizada na Escola Municipal Tancredo Neves, localizada no povoado Centro dos Borges. (Ascom Seduc)