Cultura

Foto: Manoel Júnior Caravana Estadual da Cultura se reuniu com agentes culturais para a criação de políticas públicas na área Caravana Estadual da Cultura se reuniu com agentes culturais para a criação de políticas públicas na área

Depois de Guaraí, Colinas e Araguaína, agora é a vez de Natividade e Paranã receberem as atividades da Caravana Estadual da Cultura. A visita acontece nesta sexta-feira, 24, e sábado, 25. Em Natividade, o secretário da Cultura, Melck Aquino, e sua comitiva visitam o Museu Histórico do município, inaugurado em 2009 pelo governador Marcelo Miranda. Em seguida, será realizada uma reunião com os artistas locais para conhecer as demandas culturais da região.

A caravana também prestigia o lançamento do projeto 7 Jóias Artesanais, que busca eternizar a arte secular dos ourives nativitanos. A Superintendente de Desenvolvimento da Cultura, Sabrina Fittipaldi, destaca a importância de projetos que valorizem a cultura regional. “Natividade é uma das grandes riquezas culturais do nosso Estado e a Secretaria da Cultura não poderia deixar de prestigiar o lançamento desse projeto, idealizado por Mestre Wal e Simone Câmelo, que valoriza as tradições dessa cidade”, afirma.

De Natividade a caravana segue para Paranã, onde o secretário Melck Aquino e a equipe técnica da Secretaria da Cultura realizam uma visita à Casa de Cultura do município, que hoje corre o risco de perder o convênio com o Ministério da Cultura (MinC) por falta de continuidade da administração anterior. A assessora técnica e de planejamento da Secretaria, Lucielia de Aquino Ramos, afirma que sem o convênio a Casa de Cultura pode perder importantes recursos para continuar funcionando. “Vamos desenvolver parcerias para tentar contornar essa situação. É importante que a relação entre Estado e municípios fortaleça os laços culturais do Tocantins”, explica.

Caravana Estadual da Cultura

A Caravana Estadual da Cultura já percorreu os municípios de Guaraí, Colinas e Araguaína. O objetivo é estreitar laços e ouvir as demandas dos agentes culturais locais para a construção de políticas públicas para o Estado, atendendo à determinação da gestão atual em estabelecer um governo mais próximo de todos. Até o final de 2015 a Caravana deverá percorrer todas as macrorregiões do Tocantins.