Polí­cia

Foto: Divulgação Major Lorena é responsável pela implantação do POP no Tocantins Major Lorena é responsável pela implantação do POP no Tocantins

Elaborado por 40 técnicos pelo período de 11 meses, o Procedimento Operacional Padrão - POP está sendo implantado desde março de 2015 na Polícia Militar do Tocantins. Trata-se de um instrumento técnico científico que regulamenta as principais atividades operacionais da Polícia Militar como, por exemplo, a execução de uma abordagem a indivíduos e veículos suspeitos, como atender a uma ocorrência de violência doméstica, entre outras.

Segundo a major PM Lorena Alfonso Cavalcante o manual já está disponível na intranet do site da Polícia Militar, em http://intranet.pm.to.gov.br/, restrito aos policiais militares, para que façam um estudo prévio do material. Ela explica que a temática do POP também já está sendo implementada em diversos cursos de capacitação aplicados pela Polícia Militar para o efetivo, bem como os cursos de formação a partir desse ano também terão uma capacitação específica em POP.

A major destaca ainda que o manual disponibilizado inicialmente sofreu uma pequena alteração quando da conversão do formato do documento que estava em word para pdf, sendo que já foi retificado a partir do dia 21 de julho de 2015, versão que está disponível atualmente a todos os policiais militares.

De acordo com o Comandante Geral da Polícia Militar, coronel Glauber de Oliveira Santos, “a missão normativa conferida às polícias militares impõe aos seus integrantes alta exigência em relação aos conhecimentos para a tomada de decisões, que em sua maioria ocorre em um espaço curto de tempo e tem consequências relevantes para a sociedade”.

Conforme o Comandante, as mais conceituadas polícias militares brasileiras passaram a adotar a regulamentação das principais atividades operacionais de suas corporações, reunindo em um documento único roteiros padronizados, com o objetivo de amparar a atuação do policial militar e buscar a excelência nos serviços prestados pela instituição.

A orientação do comando é para que todos os policiais militares acessem o documento na intranet. Aqueles que não possuem senha basta entrar em contato com o departamento de informática da PM pelo telefone com o número da matrícula e dados pessoais.