Polí­tica

Foto: Divulgação

Foi lançado pelo Ministério da Educação (MEC) na última quinta-feira (30), um site dedicado à Base Nacional Comum da Educação (BNC). Até o dia 15 de setembro, o site ficará aberto para que os interessados em participar da discussão sobre proposta façam seus cadastros. Depois que o documento estiver disponível, as pessoas poderão anexar um relatório específico sobre o documento do MEC até o dia 15 de dezembro.

Representante do Congresso Nacional de programas de reformas educacionais, a deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (Democratas/TO), que inclusive vem participando de estudos sobre o caso pela Universidade de Yale (EUA), informou que essa é uma oportunidade importante para que a sociedade organizada, estados e municípios participem ativamente da mudança proposta do currículo da educação básica. "Educação é assunto suprapartidário. E essa é uma oportunidade de focarmos nos tópicos prioritários para o desenvolvimento de políticas educacionais, como formação de professores, reformas curriculares e inovação em sala de aula, pois é a primeira vez que é colocado para discussão, de forma ampla, uma política pública dessa dimensão", disse.

No portal, é possível conhecer sobre o entendimento do MEC sobre a Base Nacional Comum; o documento contendo a proposta da Secretaria de Educação Básica para a Construção do Documento da Base Nacional Comum Curricular: orientações quanto à forma e abrangência do documento; o documento que explicita princípios orientadores da definição de objetivos de aprendizagem das áreas de conhecimento; o documento contendo as Principais tendências analisadas nas propostas pedagógicas da Educação Infantil; propostascurriculares dos estados; e uma biblioteca contemplando materiais de referência sobre o tema.

Mais informações no site http://basenacionalcomum.mec.gov.br/ .