Economia

Foto: Maradona Reunião com municípios buscou traçar estratégias para a continuidade do Projeto Reunião com municípios buscou traçar estratégias para a continuidade do Projeto

Incentivar o empreendedorismo individual ou através de associações e cooperativas, com mão de obra qualificada e geração de emprego e renda, e assim propiciar o desenvolvimento econômico sustentável no interior do Estado, são alguns dos principais objetivos do programa Tocantins Produtivo, que abriga, entre outros, o projeto Zig Zag de qualificação de mão de obra em corte e costura e gestão empresarial. 

A primeira fase do Tocantins Produtivo contemplará inicialmente os municípios de Caseara, São Félix, Guaraí, Dois Irmãos, Araguacema e Porto Nacional. Na terça-feira, 28, representantes dos quatro primeiros municípios citados participaram de reunião na sede da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), em Palmas, na qual foram apresentadas as diretrizes sobre as primeiras ações a serem realizadas, como avaliação e triagem dos agentes produtivos e do público que receberá a qualificação para atuar como empreendedor. O encontro marcou a retomada do Zig Zag, que visa promover o desenvolvimento econômico regional, com foco na criação de indústrias de confecção. 

Um dos idealizadores do projeto, criado em gestão anterior do governador Marcelo Miranda, o titular da Sedetur, Eudoro Pedroza, mostrou-se entusiasmado com a retomada. “Quando criamos o projeto Zig Zag, estávamos convictos de que esta seria uma boa saída para implementar e até mesmo criar uma fonte de renda para muitas famílias tocantinenses, e isto aconteceu. Durante a execução do projeto, pudemos observar que as famílias que estavam envolvidas com o Zig Zag transpareciam uma satisfação em fazer parte do projeto”, afirmou.

O secretário reforçou o interesse em ampliar o projeto, beneficiando o maior número possível de tocantinenses. “Hoje, estamos retomando o Zig Zag depois de um grande período de interrupção, mas estamos convictos de que dessa vez vai ser melhor que foi no passado. Já revisamos as máquinas e reformulamos o projeto. Se na primeira fase chegamos a atender a 40 municípios, agora vamos chegar a um número muito maior de cidades atendidas. Não tenho dúvidas de que, em pouco tempo, o Zig Zag será uma referência em geração de renda para o Tocantins e para o Brasil. O Governo Marcelo Miranda cuida do grande e do pequeno empreendedor”, afirmou. 

Para o prefeito de Caseara, Renato Assunção, o projeto será muito significativo para o município. “Já temos as máquinas, e vamos agregar pessoas que queiram de fato fazer da confecção uma fonte de renda e meio de vida. Vamos, inicialmente, buscar as pessoas que já passaram pelo treinamento e queiram se aperfeiçoar”, pontuou. Durante a reunião, os participantes assistiram a uma apresentação sobre trabalho em equipe e ficou definido que a próxima etapa - que deve acontecer em alguns dias - será a triagem e treinamento dos agentes produtivos e, a seguir, das pessoas que farão a qualificação profissional. (Com informações Ascom Sedetur)