Educação

Foto: Divulgação

Projeto que oferece um ambiente propício para o acompanhamento de crianças e adolescentes vítimas de violência será inaugurado em Palmas. Na próxima sexta-feira (07). O Instituto Sabin, por meio investimento social do Laboratório Sabin em Palmas, irá inaugurar, em parceria com a Prefeitura Municipal de Palmas, a primeira ludoteca da cidade. O projeto vai oferecer espaços equipados com jogos, brinquedos, livros e material pedagógico para auxiliar o trabalho de aproximação e interação de psicólogos e assistentes sociais.

O atendimento às vítimas é realizado por meio do lúdico. “Os brinquedos e os jogos auxiliam o trabalho. Quando a criança está ali, naquele ambiente, se sente mais à vontade para falar da violência que sofreu ou presenciou, o que facilita um diagnóstico”, explica Fábio Deboni, gerente Executivo do Instituto Sabin.

Vários objetos fazem parte do universo da ludoteca, entre eles estão quebra-cabeça, fantoches, bonecas de pano, giz de cera, massa de modelar. Outros brinquedos também são utilizados no trabalho de acompanhamento, como bonecos sexuados, que representam policial, família terapêutica e família inclusão social.

Criado em 2008, o projeto conta com diversas ludotecas espalhadas pelo Brasil. Atualmente existem 48 ludotecas instaladas em fóruns de tribunais, hospitais regionais e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) do Distrito Federal, Uberaba (MG), Salvador (BA), Luziânia (GO), Belém (PA) e Anápolis (GO).

Cerca de 30 mil pessoas já foram impactadas pelo Projeto Ludotecas, durante esses seis anos. Uma média de 500 a mil menores são atendidos por ano em cada unidade do Distrito Federal. Segundo Deboni, “a instalação da ludoteca proporciona um atendimento com mais qualidade, o que ajuda a minimizar o sofrimento psíquico, reparar os danos e restabelecer a proteção no âmbito familiar”.

Por: Redação

Tags: Laboratório Sabin, ludoteca