Polí­tica

Foto: Divulgação

Antes da última sessão na semana do retorno após recesso na Câmara Municipal de Palmas, nesta quinta-feira, 6, o vereador de Palmas José do Lago Folha Filho (PTN) analisou os embates políticos que virão pela frente no segundo semestre.

Na opinião do vereador, dois pontos são fundamentais para serem discutidos: a antecipação do processo eleitoral do ano que vem, feita pelos adversários da administração do prefeito Carlos Amastha, e o modelo de gestão praticado atualmente em Palmas. "O primeiro aspecto analiso como negativo. Adversários querem de todas as maneiras antecipar a eleição que acontece só no ano que vem. Isso é ruim para a cidade, que fica refém de falsas denúncias, factóides, críticas por criticar, ou seja, não contribui em nada", avaliou.

Por outro lado, para Folha, esses que querem antecipar o debate terão de enfrentar um aspecto positivo de Palmas hoje: modelo de gestão da prefeitura. "Temos um modelo de gestão eficaz hoje. Obras em vários setores foram e estão sendo feitas. Saúde cuidada, educação com responsabilidade e um aspecto relevante: os compromissos firmados pela gestão", afirmou.

Ao justificar as declarações, o vereador abordou dois aspectos . "O primeiro é o respeito que a atual gestão tem com a coisa pública. Em Palmas, hoje, os fornecedores e prestadores de serviço são pagos em dia. Já os servidores, sempre têm seus salários antecipados", disse o vereador. 

Folha também comentou o modo que a prefeitura age em temas relevantes e que geram discordância. "Um exemplo é o BRT. A prefeitura sempre esteve aberta ao diálogo, negociando com os moradores impactados, discutindo para buscar o consenso. Nisso a Câmara contribuiu e muito, intermediando o contato", disse. 

Na opinião do vereador, o prefeito Carlos Amastha impôs na cidade um modelo de gestão diferenciado dos demais. "Há, de fato, um jeito diferente de administrar. Tanto dentro de casa, como fora. Quando digo dentro de casa me refiro à questões internas como modernização da gestão, pagamento de fornecedores e servidores. Já fora, destaco o atendimento ao cidadão e diversos segmentos na aplicação dos recursos pagos pelos contribuintes, que são revertidos em obras, serviços e benefícios da população", finalizou.