Saúde

Foto: Divulgação Imagens foram encaminhadas ao Conexão Tocantins por moradores de Natividade Imagens foram encaminhadas ao Conexão Tocantins por moradores de Natividade

A má qualidade da água fornecida aos moradores de Natividade é questionada pela população. Segundo relatos de nativitanos, a água que chega em suas torneiras é suja e imprópria para o consumo. Artur Ribeiro Rodrigues é residente no município e explicou ao Conexão Tocantins na manhã dessa quarta-feira, 05 de agostoo problema que persiste por quase dois anos. "Sou morador e filho de Natividade. Essa situação já tem quase dois anos, mais precisamente um ano e oito meses", afirmou. 

Segundo Artur, quem tem melhor condição financeira instala filtro para ter água própria para beber e "quem não tem, naturalmente a saúde está em risco. Todos pagam por um produto que era para ser de qualidade e não é justo receber uma água desse tipo", lamentou. 

Aldemir Frei dos Santos também é morador em Natividade e explicou um pouco mais ao Conexão Tocantins a situação porque passa os Nativitanos. "Isso desde 2013. Não parece água. Acho uma falta de respeito com a população que paga uma água cara pra vir dessa cor. Pra beber a gente usa filtro e para lavar roupa a gente espera vir mais limpa", disse. 

Ainda segundo Aldemir, uma das justificativas dadas aos nativitanos é a presença de minério de ferro. "Na época (em 2013) tinha um engenheiro aqui que disse que tinha quer trocar toda a tubulação que é antiga e fizeram um poço artesiano e nesse poço saiu minério de ferro e por isso a água vinha daquela cor. Desculpas que não justificam", afirmou.

Nas redes sociais, o que não faltam são comentários dos nativitanos criticando e afirmando ser um descaso total. "Devemos colocar a água suja na garrafinhas e procurar o Ministério publico", afirmou uma moradora e outro acrescentou: "Muito triste isso, não ter água potável para nosso consumo", disse. 

Os moradores afirmam que já fizeram denúncia no Ministério Público Estadual e no Fórum das Águas em Natividade mas o problema não é resolvido. 

Prefeito 

O prefeito de Natividade, Albany Nunes, explicou ao Conexão Tocantins em entrevista na manhã desta quinta-feira, 06, que a responsabilidade de distribuição da água no município é da Odebrecht Ambiental | Saneatins mas que já notificou a empresa várias vezes e até o momento o problema não foi resolvido. "A água é também de minha responsabilidade porque gestor público tem que estar atento a tudo, mas a água aqui é terceirizada, concessão com a Odebrecht. Desde o ano passado notificamos a empresa que era a atinga Saneatins", afirmou. 

Ainda de acordo com o gestor, há algum tempo aconteceu no município o Fórum das Águas em que a empresa alegou que a coloração da água era decorrente de manganês e que depois de estudos ficou constatado não ser prejudicial a saúde. "A Odebrecht fez estudos e disse que não é prejudicial a saúde, que ela tem realmente aquela cor e isso inibe o consumo. Agora estamos novamente com notificação e estamos aguando que ela manifeste a situação em 48 horas. A secretaria de saúde está acompanhando", disse o prefeito Albany. 

MPE 

O Ministério Público Estadual (MPE) informou ao Conexão Tocantins que foi assinado um Termo de Ajuste de Conduta em julho do ano passado, no entanto, a Saneatins não apresentou nenhum relatório nos prazos estipulados. De acordo com o MPE, o último prazo se encerrou no mês de julho. 

Segundo o MPE, o promotor de Justiça Daniel José de Oliveira Almeida estará oficiando a Saneatins, nos próximos dias, a encaminhar os relatórios, anteriormente, acordados. Caso isso não aconteça, o Ministério Público Estadual deverá tomar as medidas cabíveis judicialmente.

Odebrecht

A Odebrecht Ambiental/Saneatins explicou ao Conexão Tocantins na manhã de hoje, 6 de agostoque na cidade de Natividade existe a presença natural de manganês no subsolo e que, esse mineral se incrusta na rede de distribuição de água. Segundo a empresa, em períodos de maior consumo e com alterações de pressão na distribuição, o mineral se desprende da tubulação diluindo-se na água e alterando sua coloração. 

De acordo com a Odebrecht, neste ano, o mês de Julho trouxe um aumento da ocorrência desse problema mas, segundo a empresa que informou ter realizado diversos testes, tal fato não provoca alteração na qualidade da água - em qualidade-,nem traz qualquer risco à saúde dos moradores. 

A Odebrecht Ambiental | Saneatins pede aos moradores que entrem em contato com o telefone 0800 6440 195 para relatar qualquer alteração no fornecimento de água tratada para avaliação de outros procedimentos.