Palmas

Foto: Divulgação Antônio Chrisippo foi indicado pelos servidores Antônio Chrisippo foi indicado pelos servidores

Na tarde desta última segunda-feira, dia 10, na sala do Conselho de Previdência Municipal da Prefeitura de Palmas, tomaram posse os últimos conselheiros da previdência do município da capital, indicados pelos poderes Legislativo e Executivo. No ato seguinte, foi realizada eleição para escolha do presidente do referido conselho, em que se apresentaram para disputa o representante Eron Bringel Coelho, indicado pelo prefeito de Palmas e o indicado pelos servidores municipais, o procurador Antonio Chrysippo de Aguiar.

A votação foi em aberto e o procurador obteve o dobro dos votos do seu oponente, e, na presença da atual presidente, o eleito imediatamente tomou posse no cargo, em consonância com o que prescreve o Regimento Interno. A formação do Conselho Municipal de Previdência gerou polêmica em razão de críticas, questionamentos e cobranças feitas pelo procurador com relação à gestão previdenciária do Instituto. 

Em entrevista ao Conexão Tocantins, o procurador comemorou a eleição e disse que pretende averiguar o registro da perda de ativos da ordem dos vinte e seis milhões de reais só no ano de 2013. “É uma vitória no meio desta guerra toda. Não estamos tratando de suspeita, estamos tratando de comprovação, já está comprovado pelo TCE. O que se trata é saber se a justificativa convence, se condiz ou não com o que a prefeitura fala”, disse.

As primeiras ações à frente do conselho, segundo ele, vai depender das diretrizes que ainda serão traçadas. “Algumas medidas precisam ser tomadas, pro exemplo, é imprescindível realização de concurso para o PreviPalmas para que tenhamos servidores permanentes. O outro ponto é  olhar os balancetes principalmente de 2013 para verificar como se deu a perda de ativos”, disse ao questionar ainda um comitê para aplicação dos recursos que foi criado pela atual gestão.