Estado

Foto: Divulgação

Dentre as cidades participantes da região Norte do Brasil, a cidade de Tocantinópolis foi única a receber medalha no XXXI Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), pelas ações desenvolvidas em comunidades do município. O evento reuniu cidades das cinco regiões do país de 6 a 8 de agosto, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

Durante o congresso, a secretária de Saúde, Maria da Conceição Marinho juntamente com a coordenadora e a dentista do Polo Base Indígena de Tocantinópolis, Samara Milhomem e Cristina Rodrigues, respectivamente, apresentaram as experiências exitosas sobre Mortalidade Materno Infantil e Saúde Bucal Indígena, realizadas nas aldeias do município.

Para o ingresso e participação no evento foi necessário que se fizesse a inscrição dos trabalhos, onde posteriormente seriam avaliadas e escolhidas apenas dez experiências de cada Estado para exposição em roda de conversa e/ou temáticas em banner.

O município de Tocantinópolis participou nesta edição de duas mostras conjuntas – Mostra Brasil Aqui tem SUS, que está em sua 12ª Edição consolidando-se como um espaço para compartilhamento das atividades de resultado das ações desenvolvidas pelos municípios, na área da Saúde, fortalecendo o Sistema Único de Saúde. Nesta mostra foi exposta a temática Mortalidade Materno Infantil Indígena.

Já o Projeto Desenvolvendo Sorrisos foi apresentado na Mostra Nacional de Experiências dos COSEMS. Essa mostra foi considerada como uma novidade – em sua primeira edição, contou com um espaço para o compartilhamento das experiências da atuação dos COSEMS no cotidiano.

Ações integradas de Atenção à Saúde Indígena

Com a assinatura do pacto para a redução da mortalidade materno infantil, o município de Tocantinópolis e consequentemente a comunidade indígena Apinajé, sentiu-se a necessidade de formar parceria entre Polo Base Indígena e Secretaria Municipal de Saúde, envolvendo as áreas da saúde da mulher, saúde da criança e ANDI, tendo como meta o avanço na socialização das ações realizadas entre o Distrito Sanitário Especial Indígena, representando pelo Polo Base Indígena e Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com os números apresentados, o município de Tocantinópolis acompanhou 111 gestantes indígenas em 2013 e 124 no ano de 2014, sendo realizados exames, consultas e acompanhamento aos puerpérios. Já em relação aos acompanhamentos às crianças de 0 a 5 anos, foram 664 em 2013; tendo 36 delas peso muito baixo; 287 com peso baixo e 341 com peso adequado.

Em 2014, esses índices tiveram uma melhora em relação ao ano de 2013. Os acompanhamentos ficaram em 637; peso muito baixo apenas 15; peso baixo 157 e o grande diferencial foi para o quesito peso adequado, onde o número subiu para 465 crianças.

As ações integradas de atenção à saúde realizadas ao longo dos anos no município, obteve resultados significativos contendo os índices de mortalidade infantil nas comunidades atendidas pelo Polo Base Indígena.

Projeto Devolvendo Sorrisos

Este projeto tem como objetivo trazer de volta um sorriso saudável, sem cáries e totalmente gratuito direcionado especialmente aos indígenas. Durante a realização deste projeto já foram ofertadas mais de 46 próteses dentárias aos indígenas. (Ascom Tocantinópolis)