Estado

Foto: Sandro Souza

Foram lançados na noite dessa quarta-feira, 12, os Fundos municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente de Pedro Afonso, Tupirama e Bom Jesus do Tocantins durante o Seminário Delta realizado pela Fundação Bunge em parceria com as prefeituras além dos conselhos municipais. O evento contou com apoio do governo do Estado e participação ampla da comunidade.

Representando o governador Marcelo Miranda (PMDB) na solenidade, a secretária do Trabalho e Assistência Social, Patrícia Amaral falou que o governo trabalha no sentido de desenvolver ações conjuntas em prol dos direitos das crianças e adolescentes além das políticas anti-drogas. “Trago um abraço especial do governador Marcelo Miranda e da primeira-dama Dulce Miranda e nosso comprometimento com as ações para recuperar, apoiar e trazer de volta para o seio familiar as crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade. Vamos potencializar as ações dos conselhos e colaborar com os municípios”, reforçou.  

A titular da Setas defendeu a realização das capacitações dos conselheiros tutelares com orientação e formação a respeito da legislação e ressaltou as ações preventivas e de conscientização para o combate ao trabalho infantil.

No evento, os órgãos e conselheiros receberam orientações técnicas com relação à utilização dos fundos, repasses, dotações orçamentárias e aplicações. Foram apresentados dados com relação a situação de alguns municípios e principalmente de Pedro Afonso. Na cidade, por exemplo, foram registrados 270 casos de violência sexual no ano de 2013, além disso, 22,54% dos adolescentes não têm ensino fundamental  além do alto índice de gravidez na adolescência. A principal necessidade apontada é com relação aos serviços especializados.

O vice-prefeito de Pedro Afonso, Gilmar Lacerda agradeceu o governo pelo apoio à iniciativa. “Ter o governo do nosso lado nessa luta com certeza é importante. O formato desenvolvido pela Setas vai trazer êxito para darmos condições melhores para darmos assistência á população”, afirmou.

A gerente de Ações Sociais da Fundação Bunge, Juliana Santana relatou o trabalho de formação dos conselheiros tutelares que possibilitou um diagnóstico mais apurado e a estruturação de um plano de ação. “O que esperamos daqui por diante é que hoje seja um marco de um novo ciclo agora o município esta capacitado teve seus fundos regularizados e tem a contrapartida mais importante que é como se organizar para  utilizar os fundos e executar em projetos em benefícios para a população”, disse.

Palestras

O Seminário contou ainda com palestras com relação ao tema e explanações da coordenadora colegiada do Cedeca Glória de Ivone de Palmas, Mônica Pereira Brito; do conselheiro do Conselho de Contabilidade do Estado, Norton Thomazi e da Diretora do Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente da Secretaria de Defesa Social do Tocantins, Naysangela Gomes Tenório.  Foi apresentada ainda uma análise conjuntural sobre a política de infância e Juventude no Estado além de um retrato dos conselhos e fundos municipais.