Meio Ambiente

Foto: Divulgação Queimadas também causam baixa unidade do ar Queimadas também causam baixa unidade do ar

De acordo com a Superintendente Estadual de Proteção e Defesa Civil, as altas temperaturas que atingem o estado estão contribuindo para a baixa na umidade relativa do ar. Segundo dados registrados pelos satélites do Instituto Nacional de Meteorologia, (INMET) na última segunda-feira, 17 a umidade do ar em Porto Nacional, atingiu índice de que variou entre 12% e 35% o que deixou o município em estado de atenção.

De acordo com o superintendente de Defesa Civil, tenente coronel Peterson Queiroz de Ornelas, esses valores são preocupantes e podem prejudicar a saúde. “A orientação é que as pessoas evitem fazer exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas. Em casa é importante umidificar o ambiente com vaporizadores, bacias de água ou toalhas molhadas. Aumentar o consumo de água e sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol”, ressalta Ornelas.

Nesta terça-feira, 18 o tempo continua firme, com baixa umidade do ar, sol forte e névoa seca em todo o estado. A temperatura máxima chega à casa dos 38ºC e a umidade ficará entre 20% e 70%. A previsão para hoje é que a umidade fique entre 20% e 50% em Palmas, em Gurupi de 20% a 55% e Araguaína de 20% a 70%. A Organização Mundial de Saúde alerta que os índices abaixo de 30% são considerados como estado de atenção.