Estado

Foto: Divulgação

A 1ª Vara Cível da Comarca de Porto Nacional já está trabalhando integralmente de forma digital. Os mais de quatro mil processos físicos remanescentes foram digitalizados e inseridos no Sistema de Processos Eletrônico (e-Proc). O trabalho, coordenado pelo juiz Valdemir Braga de Aquino Mendonça e pela escrivã Flávia Moreira dos Reis Costa, foi realizado pelos servidores da serventia e estagiário, com o apoio dos servidores da Vara de Execução Fiscal.

Para o juiz a digitalização dos feitos representa um marco para o Judiciário. "Dentre outros aspectos repercute de forma positiva em favor do jurisdicionado que passa a ter acesso aos feitos de forma contínua, sem interlocutores, podendo, assim, acompanhar com precisão o andamento de seu processo. Evidentemente, a virtualização dos autos também incrementa a publicidade e o controle externo da atividade judicial, sem falar que facilita o trabalho dos advogados e demais operadores do direito”.