Cursos & Concursos

Foto: Divulgação

Segundo informou o presidente da Comissão dos Candidatos do Concurso da Defesa Social, Abraão Rezende Valença, ao Conexão Tocantins na manhã desta sexta-feira, 21, os candidatos do certame estarão mobilizados no próximo dia 26 a partir das 8 horas, vestidos de preto, cobrando soluções para o concurso que sofre problemas desde dezembro do ano passado, quando foi a aplicação da prova. De acordo com Abraão, até o momento, 130 pessoas confirmaram presença.

Abraão confirmou que os candidatos, além de estarem vestidos de preto, estarão com carro de som, faixas, cartazes, apitos e com nariz vermelho simbolizando "palhaços". O presidente da Comissão afirmou que o impasse no certame é político. "O impasse na minha opinião é político, ou seja, má vontade política. Uma semana antes a Secretária da pasta confirmava que o cronograma seria cumprido, inclusive foi publicado no Diário Oficial a formação da comissão responsável pelo curso de formação, na outra suspendem com argumento que, apesar de ter previsão orçamentária não tem dinheiro, para o curso de formação dizem não ter, porém o que percebemos é o descaso com o Sistema Prisional e Sistema Socioeducativo. Todos os servidores que compõe a pasta da Secretaria são contratados, terceirizados ou cedidos de outra pasta. Para piorar, apesar de falarem que não tem dinheiro para o Curso de Formação, os mesmos continuam contratando novos servidores para os dois sistemas enquanto os candidatos sequer sabem a data de início do referido curso de formação", afirmou.

Abraão explicou que o dia 26  foi o escolhido para a mobilização tendo em vista que encerrou-se no dia 18 de agosto, o prazo dado a Secretaria de Defesa Social e a Secretaria Estadual da Administração pela Defensoria Pública representada pelo Núcleo de Ações Coletivas para esclarecimentos quantos aos motivos da suspensão do Curso de Formação.

Segundo informou o presidente da Comissão, a mobilização terá início em frente a Sedeps, passará pela Secad, Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça e continuará até o Palácio Araguaia. 

Entenda 

Cerca de 42 mil candidatos se inscreveram para o concurso público da Secretaria de Defesa Social, e foi colocado em disputa o preenchimento de aproximadamente 1.250 vagas. Porém, os aprovados estão se sentindo “frustrados”, pois desde a aplicação da prova, em dezembro de 2014, diversos problemas têm ocorrido no certame, como pagamento para a banca contratada e suspensão do concurso e retomada, dentre outros. O último fato que gerou “frustração” foi à manifestação do Governo do Tocantins de que o curso de formação, última etapa do certame, será realizado apenas em 2016 devido à falta de orçamento financeiro.