Estado

Foto: Divulgação

A convite do governador Marcelo Miranda, líderes empresarias estiveram nessa quarta-feira, 26, no Palácio Araguaia, para tratar de vários pontos que dizem respeito à categoria nas Medidas de Governança,  anunciadas esta semana pelo Governo. Realizada no gabinete do chefe do Executivo estadual, a reunião contou com a presença de representantes dos segmentos econômicos comercial, industrial, automotivo, prestação de serviços e outros.  

Após ouvir os representantes de todos os segmentos presentes, Marcelo Miranda determinou ao secretário da Fazenda, Paulo Afonso, que considere as recomendações feitas pelos empresários antes de fechar qualquer proposta relacionada a ajustes na alíquota de impostos.

“Podem sair daqui hoje com a certeza de que suas colocações serão ponderadas e avaliadas”, disse o governador. “O apoio de todos os setores que representam é indispensável. Se tomarmos atitudes erradas, queremos ser corrigidos. Estamos abertos ao diálogo, como sempre estivemos”, acrescentou.

O secretário da Fazenda, Paulo Afonso Teixeira, explicou que o Governo compartilhou as preocupações com a importância do equilíbrio das contas e essa reunião foi importante na definição das medidas relacionadas aos tributos. “Vamos construir uma proposta a partir de discussões, para que possamos contar com o apoio e aprovação na Assembleia Legislativa, onde serão analisadas e votadas pelos deputados”, explicou.

Apoio

Os empresários disseram entender o momento econômico pelo qual o Brasil e o Estado atravessam e manifestaram apoio na busca de soluções para melhorar o cenário atual, apresentando sugestões. Dentre elas, uma campanha para aumentar a arrecadação de impostos e a intensificação da fiscalização nas fronteiras.

“Estamos felizes por atender a este chamado do governador. Temos saudades das suas gestões anteriores, quando tivemos boas oportunidades”, disse Fátima de Jesus, presidente da Associação dos Supermercados. “Conte conosco, queremos expressar o nosso apoio”, declarou Klever Coelho, da Transrio.

“Foi fundamental essa reunião. Com essa recepção do governador foi possível esclarecer que não serão tomadas medidas que não estão previstas nos estados circunvizinhos e nas demais unidades da federação”, comentou o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae e da Federação das Associações Comerciais e Industriais do Estado do Tocantins (Faciet), Pedro Ferreira.

 O presidente da Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa), Fabiano do Vale, elogiou a iniciativa do governador Marcelo Miranda de reunir a categoria para discutir medidas que envolvem diretamente o segmento empresarial, como o reajuste de alíquotas de alguns produtos e serviços. “Foi bom o governador nos convocar para discutir essas medidas. Queremos apoiar, estar junto ao Governo e fazer com que as coisas funcionem”.

O presidente da Federação do comércio do Estado do Tocantins (Fecomércio), Itelvino Pisoni, também elogiou a postura do governador. “O encontro foi excelente, o governador abriu as portas para discutir não só esses pontos em questão, mas também em outras ocasiões”, explicou, afirmando que ainda esta semana o grupo deve se reunir com o secretário da Fazenda, Paulo Afonso, para discutir e chegar a um denominador comum em torno das demandas da classe empresarial.

Presentes

Também estiveram presentes à reunião Pedro Ferreira, presidente da Federação das Associações Comerciais e Industriais do Tocantins; Luciano Rosa, presidente Associação Automotiva do Tocantins; Davi Gouveia, presidente Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL); Antônio Lopes,presidente da Associação dos Atacadistas do Tocantins; Ademar Andrade,presidente das Empresas Prestadoras de Serviços Contábeis; Karielo Coelho,diretor da Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa); e Klever Coelho, da Transrio.