Polí­cia

Foto: Divulgação Durante o acidente uma criança de 1 ano e meio foi arremessada para fora do carro e teve traumatismo craniano Durante o acidente uma criança de 1 ano e meio foi arremessada para fora do carro e teve traumatismo craniano

Segundo informou a Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP) na tarde desta sexta-feira, 28 de agosto, foi instaurado inquérito policial para apurar o acidente de trânsito que aconteceu no último domingo, 23, envolvendo o procurador do Estado do Tocantins, Rodrigo Meneses dos Santos. 

De acordo com a SSP, as partes envolvidas na colisão já estão sendo ouvidas pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão a Crimes de Trânsito de Palmas (DCRT).

O assunto tem sido bastante repercutido, inclusive nas redes sociais. A colisão aconteceu entre uma Mercedes do procurador e um VW Fox conduzido por Patrick Carvalho Esteves da Silva. Segundo denúncia de militares que atenderam a ocorrência, o procurador conduzia a Mercedes em alta velocidade quando a colidiu contra o Fox em que estavam três pessoas, entre elas, uma criança de 1 ano e 10 meses de vida que foi arremessada para fora do veículo Fox. 

Um suposto delegado federal marcou presença no local do acidente e, segundo militares, estava visivelmente embriagado, exaltado, tentando interferir no levantamento da ocorrência que, no momento, era de obrigação da Polícia Militar. Alguns vídeos mostram a atitude do suposto delegado. O Conexão Tocantins solicitou a Polícia Federal a confirmação quanto a identidade do suposto delegado mas até o momento a PF não respondeu a solicitação. 

O pai da criança que foi arremessada para fora do Fox afirmou em entrevista ao Conexão Tocantins que a família passa bem. A criança estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral de Palmas em estado grave mas, segundo informou a Secretaria Estadual da Saúde, recebeu alta na última quarta-feira, 26.