Estado

Foto: Divulgação

Prestes às eleições para a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins (OAB-TO) a classe jurídica tem se organizado em um movimento por todo o Estado. O Movimento “OAB Somos Todos Nós” tem percorrido o Tocantins de Norte a Sul, de Leste a Oeste, visando a união dos advogados e a promoção de uma Ordem mais participativa e inclusiva. Alicerçado na alternância de poder, o movimento tem crescido vertiginosamente, com a presença de muitos apoiadores e simpatizantes da causa classista.

Na quarta-feira, 02, cerca de 70 advogados reuniram-se em Colinas do Tocantins, norte do Estado, em mais uma ação do movimento. Na pauta, a valorização do profissional advogado, a presença da Ordem com mais expressividade na região e o compromisso de subseções atuantes em concomitância com a Seccional. O encontro contou com a presença do conselheiro federal da OAB Gedeon Pitaluga, líder do Movimento OAB Somos Nós.

Para o conselheiro estadual da OAB e pré-candidato à presidência da Subseção de Colinas do Tocantins, Sérgio Dantas, a assistência de Gedeon Pitaluga na subseção de Colinas e em todo o Tocantins é de extrema importância. “Conheço o trabalho do Gedeon, frente às lutas da classe da OAB há vários anos. Ele sempre esteve presente na nossa subseção nos auxiliando no que sempre foi preciso. Como Conselheiro Federal tem apoiado a advocacia tocantinense e a da nossa cidade. Ele representa o desejo de mudança de toda advocacia colinense”.

O atual presidente da Subseção de Colinas do Tocantins, Sérgio Wacheleski, afirmou que Gedeon Pitaluga representa a ruptura da continuidade da seccional do Estado. “Ele está trazendo ao interior uma representatividade que, até então, nós não conhecíamos. A par disso é muito importante ver o empenho dele na defesa das prerrogativas, na defesa da representatividade, na defesa da formação continuada do advogado. Por isso, eu hoje considero que o conselheiro é a melhor opção para a Seccional Tocantins, que necessita de renovação”, pontou o advogado. “Nós estaremos rompendo com modelos já ultrapassados e estaremos estabelecendo uma nova dinâmica e uma nova Ordem, é nisso que nós acreditamos”, acrescentou Darlan Gomes, ex-presidente da Subseção de Colinas do Tocantins.

O ex-vice-presidente do Tribunal de Ética da OAB estadual, Marcos Antônio de Sousa, ressaltou que Gedeon Pitaluga “poderá fazer uma administração ímpar, direcionada ao crescimento da OAB estadual, relacionada também ao crescimento da OAB nacional, transparente, lutando diuturnamente em prol das defesas das prerrogativas do advogado, em prol da representatividade da OAB no campo político, jurídico, social, o resgatando o nome da Ordem”, afirmou Sousa.

Para o membro do Tribunal de ética da OAB, Fábio Alves, o conselheiro “tem condições de alçar a OAB Tocantins aos patamares em que outras seccionais do Brasil já alcançaram. O conhecimento que ele tem dentro do Conselho Federal, de entender todo esse funcionamento, faz dele hoje o advogado mais qualificado para presidir a Ordem”, ressaltou Alves.

A advogada Dayane dos Santos, membro da comissão organizadora do Movimento das Mulheres declarou seu apoio ao conselheiro. “Nós aqui de Colinas, principalmente as mulheres, vamos apoiar o amigo Gedeon porque nós queremos uma OAB melhor, com renovação, não queremos esse continuísmo, queremos um presidente com uma acessibilidade maior, que não tivemos na gestão atual”, explicou a advogada.

Durante a roda de conversas, Gedeon Pitaluga falou da qualificação que os advogados de Colinas do Tocantins representam para o Estado e da importância de valorizar as subseções. “A advocacia de Colinas, além de tradicional, é uma advocacia de extrema qualidade, extrema qualificação representativa. Conheço a maioria dos que estão aqui, conheço de trabalho, de nome, de reputação e trajetória, tendo qualificação para ser, inclusive, presidente da nossa seccional ou qualquer outro lugar. Por uma questão circunstancial eu estou tendo essa oportunidade e responsabilidade de travar essa batalha em todo estado do Tocantins. É uma honra ter a confiança de todos os amigos e colegas de Colinas”, disse Pitaluga