Esporte

Foto: Philipe Bastos

Em dia de estreias dos esportes coletivos nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) 12 a 14 anos, o Tocantins começou as disputas com o pé direito. Com o impressionante placar de 88 a 07, as meninas do Basquetebol bateram a equipe do Amapá na manhã desta terça-feira, 8. O Tocantins está representado nas modalidades coletivas dos Jogos, com as equipes de Futsal, Voleibol, Handebol, além do Basquetebol, todas nas categorias masculino e feminino.

Antes da partida, o clima entre as jogadoras era de ansiedade pala estréia na maior competição escolar do Brasil. O time de basquete tocantinense está na terceira divisão da modalidade nos Jogos e luta pelo acesso à série B.

No ônibus que transportou as atletas até o ginásio onde foi disputada a partida, a viagem foi compartilhada com a equipe do Amapá, rival do jogo que se aproximava. Silêncio e concentração foram a tônica do trajeto. O técnico do Tocantins, Roberto Consales, já falava em superar a ansiedade e fazer um bom jogo. “Espero que as meninas se concentrem e saiam daqui com a vitória”, disse antes da partida.

Durante os quatro quartos do jogo inicial, o que aconteceu na quadra ia contra o clima um pouco tenso de momentos antes. Com um jogo solto e muito à vontade, ataque a ataque, os pontos começaram a ser registrados no placar tocantinense. Assim, quebrado o gelo da estréia, as meninas do Tocantins finalizaram a primeira etapa com um placar de 22 a 03. No segundo quarto, com o time modificado, o placar ficou em 16 a 0, levando o Tocantins a fazer 38 a 03 no agregado da partida.

Além do ataque, a defesa bem postada e consistente não permitiu uma reação do time do Amapá e a distância no placar foi se distanciando. No terceiro quarto, melhor do Tocantins no jogo, a equipe chegou a fazer 34 a 0, fechando o período em 72 a 03.  Na última etapa da partida, o Tocantins tirou um pouco o pé e permitiu ao time adversário fazer mais quatro pontos e fechar o jogo em 88 a 07.

Felicidade e alívio

No final da partida, muita festa do lado tocantinense. Meio que sem acreditar na elasticidade do placar, as meninas celebraram muito a vitória. Cestinha da partida com 22 pontos, Beatriz Ribeiro destacou a importância da vitória na estréia na competição. “É importante ter um placar elástico porque aumenta o índice técnico. O time está de parabéns pois todas marcamos pontos”, celebrou.

Também destaque na partida, Iasmin Rocha marcou 18 vezes no primeiro jogo. Para ela, passada a estréia, é hora de pensar na próxima partida. “Uma vitória dessas aumenta a confiança para o próximo jogo”, destacou.

Bem mais tranqüilo no final da partida, o técnico Roberto Consales celebrou o resultado, mas sem perder de vista a preparação das atletas para a competição. “O resultado, esta vitória foi incontestável. Mas eu sempre procuro extrair o máximo delas, observar todas as falhas para não repeti-las nos próximos jogos”, reforçou.