Campo

Foto: Camila Soares

Há 13 dias do fim da campanha de vacinação contra a febre aftosa na Ilha do Bananal, levantamento parcial da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec), mais de 85% dos animais já foram vacinados. A Agulha Oficial, como é chamada a ação realizada pelos próprios técnicos da Agência, iniciou no dia 1º de agosto com uma estimativa de vacinar mais de 80 mil bovinos, incluindo o rebanho dos indígenas e retireiros.

Na Ilha, há 359 retiros cadastrados em áreas que abrangem os municípios de Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia e Sandolândia. “A vacinação acontece dentro da normalidade e será encerrada no tempo previsto, assegurando mais uma vez nosso status sanitário de livre de febre aftosa com vacinação”, disse o presidente da Adapec, Humberto Camelo.

De acordo com o responsável pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, José Pereira Veloso Júnior, por conta das características geográficas da Ilha a vacinação é realizada uma vez por ano, na época seca. “Apesar das dificuldades de acesso aos retiros o nosso compromisso é realizar a vacinação completa abrangendo todos os animais”, explica acrescentando que a declaração da vacina é feita de imediato.

Parte da vacinação do rebanho indígena foi custeada pelo Governo do Estado que distribuiu gratuitamente as doses da vacina. O estado do Mato Grosso, através do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), ficou responsável por vacinar o rebanho de 44 retiros que ficam na parte sudoeste da Ilha.

Dados

Em 2014, foram vacinados na Ilha do Bananal 75.185 bovinos, destes 7.210 animais pertenciam aos indígenas e 67.975 animais aos retireiros. A grande parte do rebanho bovino dos indígenas estava localizada no município de Formoso do Araguaia com 5.125 animais, em seguida Sandolândia com 1.175 animais e Lagoa da Confusão com 910.