Polí­cia

Na tarde desta quarta-feira, 23, agentes de polícia civil da Delegacia de Araguaçu, no extremo Sul do Estado, deram cumprimento a um mandado de prisão preventiva, pela prática do crime de estupro de vulnerável, em desfavor de Edimar Gonçalves de Freitas, de 35 anos de idade. Ele é acusado de ter estuprado uma garota que, a época dos fatos, tinha doze anos de idade, e foi capturado, quando se encontrava em uma fazenda localizada na zona rural, daquele município.

De acordo com investigações realizadas pela equipe de policiais civis da delegacia de Araguaçu, sob o comando do delegado Vando Rodrigues de Moraes, os estupros contra a adolescente aconteceram nos dias 5 e 8 de novembro, de 2014. Na época dos fatos, Edimar, que era amigo do pai da adolescente e estava morando na casa da vítima, após ter sido acolhido pela família da garota para que ajudasse na construção de um curral, teria prometido dar um aparelho celular à menina para que a mesma mantivesse relações sexuais com ele. Mediante tal promessa, a menor consentiu, no entanto, seus avós notaram a mudança de comportamento da neta e acabaram descobrindo que a mesa estava sendo abusada sexualmente e informaram as autoridades.

Após algum tempo de investigação, o inquérito policial foi concluído, em abril do corrente ano e remetido ao Ministério Público, que ofereceu denúncia contra o acusado, que teve sua prisão preventiva decretada pelo juízo da Comarca de Araguaçú, sendo a mesma cumprida, por volta das 15h30 da tarde desta quarta-feira. Após os procedimentos cabíveis, Edimar foi recolhido à carceragem da Cadeia Pública local, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Por: Redação

Tags: Araguaçu, Polícia, Polícia Civil