Polí­tica

A comissão eleitoral do Sindicato dos Servidores Municipais de Palmas (Sisemp) informou por meio de nota à imprensa, os motivos que determinaram a suspensão do processo que elegerá os membros dos órgãos da da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal para o mandato de 2015/2019.

Segundo a comissão, muitos foram os desentendimentos entre os militantes das chapas concorrentes, houve demora na liberação da urna, e ainda, a comissão recebeu inúmeras reclamações de tumulto nos locais em que a urna estava. 

Ainda de acordo com a comissão, os julgamentos proferidos quanto à transparência na condução do processo eleitoral são contraditórios. "Contradizem, veementemente, haja vista que os presidentes das três chapas tomaram conhecimento da execução de todos os trabalhos, bem como das atas das reuniões entre os próprios membros da Comissão", segundo a comissão em nota. 

Confira nota na íntegra 

Nota de Esclarecimento

A respeito das eleições do Sindicato dos Servidores Municipais de Palmas (SISEMP), a Comissão Eleitoral vem tornar público os motivos que determinaram a suspensão do processo que elegerá os membros dos órgãos da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal para o mandato de 2015/2019.

Desde o horário marcado para o início da votação, a Comissão encontrou dificuldades. Muitos foram os desentendimentos entre os militantes das chapas concorrentes, situações que foram amplamente divulgadas pelas redes sociais e demonstram a insegurança na realização da eleição.

Sem consenso, a urna itinerante demorou a ser liberada, e só por volta das 11h40 começou a percorrer os diversos órgãos da gestão municipal, oportunizando assim aos servidores que estavam em horário de trabalho participar do pleito.

A comissão recebeu ainda várias reclamações de que havia tumulto nos locais onde a urna itinerante estava percorrendo e que muitos servidores estavam deixando de votar, paralelo a isso os ânimos também se exaltaram na sede do Sindicato, onde estava havendo votação. Diante do quadro e para evitar incidentes maiores, e ainda compreendendo que o contexto mencionado e vivenciado no primeiro dia de votação estava em discordância para o bom andamento e segurança dos mesários e eleitores, se decidiu pela suspensão do processo eleitoral, em consonância com os questionamentos judiciais causando insegurança jurídica para o resultado do pleito.

Os julgamentos proferidos quanto à transparência na condução do processo eleitoral se contradizem, veementemente, haja vista que os presidentes das três chapas tomaram conhecimento da execução de todos os trabalhos, bem como das atas das reuniões entre os próprios membros da Comissão.

A comissão tentou reiteradas vezes dar seguimento ao processo eleitoral, levando em consideração os pedidos feitos pelas chapas concorrentes, um deles no que diz respeito aos fiscais se locomoverem no mesmo veículo onde estavam as urnas.

Ao contrário do que foi divulgado, antes do início dos trabalhos as urnas foram revistas e conferidas pelos presidentes das chapas e suas respectivas assessorias jurídicas, bem como lacradas e assinadas pelos membros da Comissão Eleitoral e os candidatos a presidente das chapas concorrentes.

Por fim, ainda que sobrem questionamentos de má-fé direcionados a esta Comissão, em cumprimento às disposições estatutárias em vigor, especificamente, o que prevê o art. 46º, a nomeação e constituição dos membros desta é composta por três membros, nomeada pelo Presidente do SISEMP mediante a expedição de Portaria publicada no último dia 3 de agosto e todos são servidores de carreira, com idoneidade e conduta ilibada.

E por fim a Comissão Eleitoral destaca que, desde a sua nomeação dos membros, sempre desempenhou um trabalho independente e imparcial para garantir aos servidores do Município de Palmas que pudessem, através do voto, escolher a Chapa que melhor represente os seus interesses. E para que o processo continue, sem prejuízos, ou qualquer outro tipo de vicio ou imprevistos, esta comissão achou por bem se dissolver e uma nova deverá ser nomeada para a realização do processo eleitoral

Respeitosamente,

Comissão Eleitoral do SISEMP

Por: Redação

Tags: Comissão Eleitoral, Sisemp