Polí­cia

Foto: Divulgação

 A Polícia Científica, através do Instituto de Identificação, realizou a identificação de um corpo encontrado, no último dia 13, nas imediações da Rua Espírito Santo, no Aureny I, em Palmas. 

Ao ser encontrado, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde foram coletadas as impressões digitais pelo papiloscopista Diomédio Narciso da Fonseca. Posteriormente, o material coletado foi encaminhado ao papiloscopista Daniel Aguiar Solino, da seção de Arquivo Civil, do Instituto de Identificação que, por meio do sistema automatizado de impressões digitais, certificou com precisão minuciosa e convicta da verdade que o corpo em questão era de Osmar Brasilino Silva de Castro, cadastrado no banco de dados através do Rg nº 622695. 

Casos como este vêm se tornando comuns ao setor de digitalização de impressões digitais, que opera um sistema que usa uma ferramenta de confronto papiloscópico automatizado, positivando vários casos de indivíduos não identificados ou de identidade duvidosa. 

O Governo do Estado do Tocantins, através da Secretaria da Segurança Pública, está realizando um estudo para aquisição de um sistema completo de análise de fragmentos e impressões digitais, civil e criminal. A aquisição deste sistema vai promover maiores resultados em confrontos, auxiliando de forma positiva na elucidação de crimes subsidiando os inquéritos policiais e ações judiciais. Esta será uma arma eficiente contra o crime no Estado e trará maior segurança aos cidadãos.

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Científica