Campo

Foto: Divulgação

Com o fim do período de vazio sanitário (ausência total de plantas vivas) para a cultura de soja no Tocantins, que vigorou do dia 1º de julho até 30 de setembro, está autorizado pelo órgão de defesa o plantio de soja da safra 2015/2016, a partir desta quinta-feira, 1º de outubro. 

Para o presidente da Adapec, Humberto Camelo, o Governo do Tocantins possui um papel fundamental na política de defesa sanitária no plantio de soja no Estado. “O cadastramento e o monitoramento das lavouras de soja, realizados pelo Governo do Estado, por meio da Adapec, garante a prevenção e o controle de pragas como a ferrugem asiática que ataca as plantações,” disse o presidente.

Segundo o gerente de Sanidade Vegetal da Adapec, Marley Camilo de Oliveira, os sojicultores devem obrigatoriamente, conforme Art. 13º da Portaria nº 419/2014, realizarem junto ao escritório da Adapec do seu município o cadastramento da propriedade e/ou área produtora durante o período de safra. “O produtor que descumprir as normas contidas nesta portaria estará sujeito sanções administrativas, multas e outras penalidade”, alerta Marley Camilo.

Para o cadastramento da propriedade de plantio de soja, os produtores devem procurar uma das unidades locais da Adapec, para preencher o formulário ou acessar o site, no endereço www.adapec.to.gov.br/servicos e fazer a opção no link Vegetal para impressão do formulário Cadastro obrigatório de propriedade – soja e, posteriormente, entregá-lo no escritório da Agência no município onde está localizado o plantio.

O diretor de Defesa, Inspeção e Sanidade Vegetal, Carlos Cesar Barbosa disse que o cadastramento das lavouras é importante para que a Adapec saiba a localização das propriedades e, com isso, realize de maneira mais eficaz a vigilância e controle de pragas durante a safra.

Safra 2014/2015

Segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a produção de soja no Tocantins, na safra 2014/2015 foi de 2.475,7 mil toneladas, um crescimento de 20,2% em relação à safra anterior.