Estado

Foto: Divulgação Eudoro atuou na atração de novas empresas para o Tocantins Eudoro atuou na atração de novas empresas para o Tocantins

À frente da pasta de Desenvolvimento Econômico nestes nove meses de gestão, o secretário Eudoro Pedroza conseguiu várias ações de destaque. O Estado do Tocantins completa 27 anos nesta segunda-feira, 5, se consolidando como um dos melhores destinos do país para investimentos. Os incentivos fiscais concedidos pelo Governo, aliados a fatores positivos como localização, clima, patrimônios ambiental e hídrico e o potencial logístico, têm atraído a atenção de empresários do Brasil e do mundo.  A logística a partir do Tocantins se consolidou em 2015, com investimento efetivo de R$ 380 milhões da Valor Logística Integrada (VLI) nos pátios rodoferroviários de Porto Nacional e Palmeirante; somados aos investimentos de R$ 3.550.000,00 no Terminal de Logística de Cargas (TECA) do Aeroporto de Palmas; e ainda, com o Ecoporto Praia Norte, que já teve investimento da ordem de R$ 10 milhões.

Em sua missão de promover o desenvolvimento econômico sustentável, fortalecendo a capacidade competitiva dos setores comercial, industrial, mineral e turístico, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) realizou ao longo deste ano uma série de ações com impacto positivo direto na economia do Estado.  Entre elas, está a aproximação, por meio de reuniões, do empresariado local e  empresas como a VLI, a Abengoa e a Belo Monte – responsáveis por grandes obras que estão em execução no Estado - a fim de que estes se tornem fornecedores de produtos e serviços no decorrer das obras, além de promover a contratação de mão-de-obra local..

Somente neste ano, mais de 300 empresários regionais, nacionais e internacionais já foram atendidos pela Sedetur em Palmas, em busca de informações acerca do potencial econômico e logístico do Estado para investimentos nos mais diversos setores. Muitos deles já se instalaram, como a Agrex, em em Porto Nacional e Lagoa da Confusão; a Granol, em Porto Nacional; da Fazendão, em Gurupi; e da Bertolini, em Guaraí, dentre outras; além das tantas que estudam a viabilidade de instalação no Estado.

Os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Tocantins garantiram, até agora, a atração de empresas de setores como mineração, grãos, sementes, frigorífico, fármacos entre outros, com investimentos projetados em aproximadamente R$ 100 milhões e a previsão de gerar mais de 700 novos empregos. Por meio do Conselho de Desenvolvimento Econômico (CDE), vinculado à Sedetur, também foram firmados convênios que possibilitaram a realização de eventos como as tradicionais feiras agropecuárias nos municípios, promovendo emprego e renda a centenas de famílias.  

Para atrair novos empresários e dar oportunidade de crescimento aos que já estão instalados no Tocantins, foi aprovado nesta gestão o microparcelamento para implantação do Distrito Industrial 65, em Palmas; realizado o diagnóstico dos Distritos Industriais do Estado e, com recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE), garantida a revitalização do Parque Industrial de Gurupi, dos Distritos Industriais de Paraíso, Colinas e Porto Nacional.

Também por meio da Secretaria, foram reativados no Tocantins a Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), o Núcleo de Apoio aos Arranjos Produtivos Locais (APLs), o Fórum das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Femep) e o Fórum Estadual de Turismo do Tocantins (Foestur). Ainda foram retomadas as ações para implantar o programa Compras Governamentais e criado o programa Tocantins Produtivo - projeto que busca fortalecer os micros e pequenos empreendedores para promover o desenvolvimento socioeconômico nos municípios; assim como foi renovado o convênio de Intercâmbio de Informações e Facilitação de Investimentos Produtivos no País, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC)/Rede Nacional de Informações sobre Investimentos (Renai).

O Governo do Tocantins também caminha rumo ao desenvolvimento de uma política estadual de mineração. Na estrutura da Sedetur, a Diretoria de Geologia e Mineração tem atuado na promoção e atração de investidores. Para tanto, já estão em desenvolvimento, em parceria com a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), o mapeamento geológico, o mapa de georreferenciamento  e o mapa hidrogeológico do Tocantins. Estes instrumentos vão contribuir não só para o setor mineral, mas para o planejamento estratégico do Estado, em diversos setores.

Desenvolvimento turístico

O Tocantins tem um patrimônio natural e cultural que representa uma importante alternativa de desenvolvimento econômico sustentável, através da atividade turística, um setor que reúne 52 atividades econômicas, que é capaz de gerar emprego e renda com o mínimo de investimento. Nesta perspectiva, a  Sedetur, ao longo de 2015, teve suas atenções voltadas também para expor as potencialidades turísticas das regiões do Tocantins, com foco em atrair investidores para melhoria da infraestrutura. Empresários nacionais e internacionais foram recepcionados e receberam informações sobre as sete regiões turísticas: Encantos do Jalapão, Lagos e Praias do Cantão, Serras e Lago/Palmas, Ilha do Bananal, Serras Gerais, Vale dos Grandes Rios e Bico do Papagaio.

Ainda em 2015, a secretaria retomou, e está em fase avançada, a negociação do Programa de Desenvolvimento do Turismo Sustentável do Estado do Tocantins (Prodetur Tocantins). Este financiamento internacional contempla investimentos em pavimentação asfáltica na região do Jalapão e outros importantes projetos de interesse do setor de turismo.  Outra ação em fase de conclusão é a elaboração dos Planos de Desenvolvimento Turístico para as regiões de Palmas, Jalapão e Cantão, que vão permitir e direcionar os investimentos públicos e privados nos próximos anos.

A temporada de praia contou com apoio  direto do Governo do Estado e do FDE com a  liberação e recursos para a estrutura sua física. Dessa forma, o Governo fortaleceu a economia nas cidades e promoveu o produto turístico mais tradicional do Tocantins, que são as praias de rios.

O incentivo ao desenvolvimento do setor vem se dando ainda por meio de ações de capacitação e pela realização de oficinas e ações direcionadas à atração e recepção de turistas. Outra importante ação realizada foi a participação, com estande do Tocantins, na 43ª Abav Expo Internacional de Turismo, realizada em setembro, em São Paulo, quando o Governo do Estado promoveu, além dos seus produtos turísticos, os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, que acontecem este mês, em Palmas.

Por: Redação

Tags: Eudoro Pedoza, Sedetur, VLI