Campo

Foto: Delfino Miranda

Cerca de 40 fiscais da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) iniciaram nesta segunda-feira, 19, capacitação para atualização dos procedimentos executados pelos profissionais no Serviço de Inspeção Estadual (SIE). O evento, que segue até sexta-feira, 23, em Paraíso, contará com aulas teóricas e práticas. Dentre os participantes estão os fiscais agropecuários que atuam nas barreiras fixas e volantes no Estado.

Durante a abertura do evento, o presidente da Adapec, Humberto Camelo, falou da importância da padronização das ações e do aperfeiçoamento da fiscalização. “É uma oportunidade de discutirmos ideias e de apresentarmos soluções, a exemplo dos novos modelos de relatórios e da utilização do software que desburocratiza os trabalhos e gera mais eficiência nas informações”, disse.

Na ocasião, a diretora de Defesa e Inspeção Animal da Adapec, Regina Barbosa, enalteceu o trabalho desenvolvido pelos fiscais agropecuários que colaboram para que os procedimentos cobrados da indústria sejam cumpridos rotineiramente. “O trabalho desenvolvido pelos profissionais de maneira uniforme e mais eficiente nos dão a garantia de que as normas e exigências estão sendo cumpridas pelas empresas”, destacou.

De acordo com a gerente do Serviço de Inspeção Animal da Adapec, Joseanne Cademartori Lins, o curso traz mais conhecimento para os fiscais atuarem com mais regularidade e colabora nas atividades de coibição dos produtos clandestinos. “A capacitação gera mais conhecimento na identificação das irregularidades, além de auxiliar no trabalho de fiscalização dos laticínios, frigoríficos e entrepostos de produtos de origem animal”, ressaltou.

Durante os cinco dias de capacitação serão abordados: Análise laboratorial; Fluxograma de produção em laticínios; Legislação e procedimentos; Fluxograma de abate; Linhas de inspeção; Fraude e adulteração de produtos e subprodutos de origem animal; Rotulagem de produtos e subprodutos de origem animal, entre outros.

“Estamos discutindo os primeiros procedimentos a serem feitos durante a fiscalização em trânsito de forma padronizada e harmoniosa. Por isso, participar do evento é muito produtivo”, destacou o fiscal agropecuário da barreira volante de Gurupi, Romualdo Pereira da Silva.