Campo

Foto: Joatan Silva

Direcionado a técnicos agropecuários, produtores e estudantes de agrárias, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), realizará nos dias 22 e 23, um curso de sangria de seringueira, no município de Pedro Afonso, a 180 km de Palmas. A capacitação acontecerá na Fazenda Brejinho.

O objetivo do curso é qualificar mão-de-obra regional e melhorar as práticas de manejo da cultura de seringueira, promovendo uma condução correta nas aberturas de painéis de sangria, com carga horária de 16 horas sendo, quatro de aula teórica e 12 em campo.

De acordo com o com o gerente de Agroenergia e Florestas da Seagro, Carlos Manuel C. Carreira, as praticas adequadas visam à produção de uma borracha natural de maior qualidade e sem danificar as árvores em produção, assim proporcionando uma vida útil mais longa aos seringais do Estado. “O curso de sangria garantirá a produção e qualidade do seringal, já que o manejo incorreto pode danificar a árvore”, reforça.

Para Carlos Manuel C. Carreira, o curso além de ser importante para os produtores que têm o plantio, os trabalhadores rurais também podem se capacitar e ter mais uma fonte de renda. “O trabalhador de seringal qualificado pode ter uma renda média mensal de R$ 2.500. O trabalhador dos seringais (sangrador) é um parceiro do produtor, que recebe por produtividade e por isso é tão importante sua capacitação”, ressaltou o gerente.

O público alvo são os técnicos agropecuários, produtores e estudantes de agrárias e serão ofertadas 30 vagas. Com taxa de inscrição gratuita, os interessados devem entrar em contato pelo e-mail: agroenergia@seagro.to.gov.br.