Geral

Foto: Divulgação

Um grupamento especial do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins foi preparado para atuar durante a realização dos Jogos Mundiais Indígenas que acontece entre os dias 21 e 31 deste mês. Os militares trabalharão na prevenção e combate a incêndio, atendimento pré-hospitalar, salvamento aquático e terrestre.

Cerca de 300 bombeiros atuarão nos 10 dias do evento, o maior contingente estará concentrado na Arena Verde, onde ocorrerá a maior parte dos jogos, o local tem capacidade para 10 mil pessoas e ainda na Vila dos Jogos, espaço onde estão reunidas as ocas e os índios de nacionalidade brasileira.

“Por ser um evento esportivo existe o risco dos atletas se machucarem, o foco maior será durante as provas, mas os bombeiros também atuarão fora do circuito do evento, como nas praias, que foram disponibilizadas para os indígenas que vieram em caravanas, e na Feira do Bosque onde acontece a Feira de Arte e Artesanato Indígena”, explicou o comandante da operação, tenente-coronel Carlos Eduardo Farias.

O tenente-coronel destaca ainda que o trabalho realizado diariamente pela corporação não será prejudicado, e o atendimento realizado a comunidade será feito com a mesma obstinação.

Remuneração para escalas extras

Em reunião do comandante Geral dos Bombeiros Dodsley Yuri Tenório Vargas, com o secretário de administração do Estado Jeferson Barros, ficou sinalizado o esforço para que bombeiros que irão trabalhar em horário especial recebam o pagamento das horas extras. “É uma medida para que os militares que irão atuar exclusivamente no evento sejam recompensados pelos seus esforços”, explicou.