Polí­cia

Foto: Divulgação

Uma operação de combate à criminalidade deflagrada na manhã desta terça-feira, 27, por policiais civis da 5ª Delegacia Regional de Guaraí, no Centro Norte do Estado, resultou na prisão em flagrante de dois africanos de origem Camaronesa, os quais são suspeitos pela prática do crime de tentativa de estelionato.

Conforme o delegado Adriano Carrasco, que comandou a operação, juntamente com o apoio e supervisão do delegado regional Guido Camilo, Fodop P., de 42 anos e Nkongne T. R., de 34 anos estavam na cidade há uma semana e foram presos em um hotel localizado no centro de Guaraí, no exato momento em que demonstravam “a transformação” de notas de papel preto em cédulas de real, crime conhecido como “golpe da nota preta” a um servidor público federal e a um policial civil disfarçado. 

Ainda segundo o delegado, as investigações, que resultaram na prisão dos dois estrangeiros, tiveram início quando uma pessoa teria sido abordada pela dupla e, desconfiada procurou à Polícia Civil, que, desta maneira, passou a monitorar os dois suspeitos, efetuando a prisão dos mesmos na manhã desta terça-feira. Os policiais também apreenderam na posse dos dois africanos, algumas notas de real e moedas estrangeiras, aparentemente verdadeiras e outras que simulavam dinheiro, além de papel preto, vários aparelhos celulares e apetrechos utilizados na aplicação do golpe.  

O delegado pede a pessoas que, por ventura, tenham sido vítimas dos golpistas, que procurem o complexo da Polícia Civil de Guaraí, a fim de reconhecer os dois suspeitos. “As investigações agora serão intensificadas pela Polícia Civil, com o objetivo de apurar se os dois homens presos são reincidentes neste tipo de golpe, em Guaraí e região, e também se ambos estão residindo no Brasil de forma legal”, pontuou.

Após os procedimentos cabíveis, os dois homens foram encaminhados à Cadeia Pública de Guaraí, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.