Polí­tica

Foto: Divulgação

Com a meta de garantir que a construção do Hospital Geral de Araguaína seja concluída, assim como a do Fórum e seja feita a construção do Hospital do Câncer de Araguaína, o deputado Olyntho Neto (PSDB) apresenta, como meta e prioridade, Emenda aditiva ao Projeto de Lei número 28/2015, que trata sobre a LDO (Lei de diretrizes Orçamentárias) do Estado. Também junto a essas obras, Olyntho quer a conclusão dos concursos públicos em andamento para provimento de cargos dos quadros de pessoal da Secretaria da Defesa Social e da Polícia Civil.

“Com previsão no Orçamento do Estado, a conclusão dessas importantes obras fica garantida. A população anseia por isso. Infelizmente a do Hospital Geral está paralisada,  e obra paralisada representa prejuízo, é dinheiro desperdiçado”, alertou Olyntho na defesa da Emenda.

A Emenda é individual e altera a redação do anexo VI, que trata sobre prioridades da Administração Pública Estadual.

Hospital Geral

A construção do Hospital Geral de Araguaína foi anunciada, em novembro de 2013, pelo Governo do Estado, que informou na época ter recursos para a obra oriundos de financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e social (BNDES),  sendo o valor do investimento na ordem de R$ 160 milhões. A obra está paralisada. De acordo co o projeto, o novo hospital terá 400 leitos, mais 60 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 12 salas cirúrgicas. A unidade contará ainda com Pronto Socorro para atendimento diário de mais de 150 pessoas, setores de oncologia, de diálise, laboratórios e toda a área administrativa. (Fonte: Sesau-TO)

Hospital do Câncer 

A implantação do Hospital do Câncer em Araguaína é uma solicitação dos deputados Olyntho e Jorge Frederico, feita ao Governo do Estado, através de Requerimento aprovado no plenário da Assembléia Legislativa em agosto deste ano.

Com a Emenda do deputado Olyntho à LDO, os recursos estariam garantidos para construção do Bunker e instalação da máquina nova de Radioeterapia, que está parada por falta de local adequado de funcionamento. “A construção do Hospital do Câncer acabaria com a terceirização desnecessária e onerosa e transformaria a unidade de tratamento que hoje existe em Araguaína, em um centro de referência de Oncologia para todo o Estado e parte dos estados vizinhos”, ressaltou o Deputado explicando que uma reforma que custaria cerca de R$ 2 milhões transformaria essa unidade em Hospital do Câncer de Araguaína.

Fórum 

O Fórum de Araguaína teve a construção anunciada em maio de 2014 , a obra está em andamento. De acordo com o projeto, o Fórum seria construído com recursos dos cofres do Poder executivo. O projeto prevê uma área de 10.596,58m², dispostos em cinco pavimentos, que abrigarão 20 varas judiciais, auditório para 251 pessoas e Salão do Júri com 238 lugares, além da parte administrativa. Toda essa estrutura será erguida em um terreno de 13.215,70 m², na região central da cidade.