Polí­tica

Foto: Divulgação

Durante sessão ordinária nesta quinta-feira, 12, o vereador professor Júnior Geo (PROS) usou a tribuna da Câmara de Palmas para criticar a má gestão dos recursos públicos no município de Palmas. O parlamentar questionou a decoração natalina, lembrando que a gestão havia dito que o material adquirido para o ano passado seria totalmente reaproveitado este ano.

“Temos vistos novos enfeites, que inclusive não têm agradado a população”, destacou. “No ano passado, cerca de R$ 1 mi foi investido na decoração natalina e, ao invés de reaproveitar integralmente o que já havia sido adquirido, a gestão tem investido mais dinheiro público para ‘inovar’ e desagradar grande parte dos mais interessados: os cidadãos palmenses”, reforçou.

Geo lembrou que o atual cenário de recessão pede economia e investimentos planejados. Na ocasião, o vereador também questionou o motivo dos refletores utilizados na Vila Olímpica dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas ainda estarem ligados. “Já que meus ofícios não são respondidos, solicito que o secretário de Infraestrutura da Capital desligue aqueles refletores. Não podemos fazer mau uso da energia elétrica, ainda mais em período de crise”, reivindicou.

Ainda durante a sessão, Júnior Geo solicitou novamente à gestão que reavalie também a utilização dos denominados painéis de mensagens variáveis móveis, que custam, em média, R$ 10 mil por mês. Para ele, o dinheiro poderia ser aplicado, por exemplo, em campanhas de conscientização sobre o uso da ciclofaixa. “Os pedestres não sabem para que serve e os motoristas também não. É preciso reavaliar o que é mais necessário para o momento. Uma tragédia pode acontecer ali por falta de conscientização”, disse.