Cultura

Foto: Divulgação

Com trabalhos selecionados de 41 autores de várias partes do Estado, será lançado no próximo sábado, 21, a partir das 20 horas, no Centro Cultural Mauro Cunha, em Gurupi, o Anuário de Poetas e Escritores  do Tocantins – 2015, numa edição da Editora Veloso. O lançamento faz parte do calendário de eventos alusivos  aos 57 anos de emancipação política de Gurupi.

A obra é organizada pelo também escritor e editor, Eliosmar Veloso, titular da Academia Gurupiense de Letras, sendo que a noite de autógrafos conta com o apoio da Prefeitura de Gurupi, por meio da Secretaria Municipal da Cultura e Turismo.

Veloso explica que os textos do anuário fora selecionados por uma comissão formada pelo escritor e jornalista Zacarias Martins, titular da Academia Tocantinense de Letras, além da secretária de Cultura de Gurupi, professora Zenaide Dias da Costa e do professor Doutor e Mestre em Ciências da Educação, Plínio Sabino de Selis.

Iniciativa corajosa

Para Zacarias Martins, com a publicação desta edição do Anuário de Poetas e Escritores do Tocantins – 2015, Eliosmar Veloso se embrenha, de forma corajosa em mais um interessante empreendimento literário que certamente vai contribui de forma significativa para a divulgação da  literatura tocantinense em todas as suas vertente.

Martins também destaca que a obra organizada por Veloso mostra  um pequeno, mas não menos importante perfil da identidade literária do Tocantins, que se apresenta  com seus diferentes estilos e que ao ganharam temáticas livres, exteriorizaram a criatividade, a sensibilidade e, acima de tudo, a pujança do fazer literário no Estado caçula.

Literatura em evidência

Já a secretária da Cultura e Turismo de Gurupi, professora Zenaide Dias da Costa, afirma que graças a essa publicação, a produção literária contemporânea  tocantinense ganha mais evidência. “Parabenizamos o surgimento do Anuário de Poetas e Escritores do Tocantins - 2015, cujo lançamento na cidade de Gurupi, ganha o merecido apoio da Secretaria Municipal da Cultura e Turismo, por reconhecer a relevante importância dessa obra no contexto cultural tocantinense”, enfatizou Zenaide.

Laboratório de possibilidades

Por sua vez, o professor Plínio Sabino de Sélis, ressalta que Veloso aproveita para fazer um estudo e definir as competências para o leitor e a sociedade em geral, bem como as habilidades sobre as quais elabora um referencial teórico-prático para renovar a visão e a atuação do escritor e do leitor, principalmente em atuação por conta do Anuário. “Esta visão pode ser traduzida em elementos práticos que ele e os participantes do Anuário vivenciaram ao longo de sua experiência na escrita. Tudo devidamente fundamentado em possíveis teorias e em experiências práticas”, argumenta.

O professor afirma ainda que  este anuário é um grande laboratório de possibilidades, já que seu conteúdo é composto de experiências realmente eficazes na formação de quem escreve e de quem lê, devido ao empenho contínuo em aprofundar os conhecimentos, confrontando-os paralelamente à sua prática produtiva, realizada no dia a dia das suas atividades, enquanto escritor.