Polí­cia

Foto: Divulgação

O delegado João Sérgio Kenupp, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que assumiu o caso do desaparecimento de Laura Vitória Oliveira da Rocha, 9 anos, vista pela última vez no dia 9 deste mês, informou que todos os familiares da menina são suspeitos e serão ouvidos pela polícia.

De acordo com o Kenupp, todos os familiares, inclusive a avó da criança, Jussandra Pereira de Oliveira e o avô, nome não divulgado, também são suspeitos. No último dia 14, Sione Pereira de Oliveira, 27, mãe de Laura, foi ouvida e o celular dela foi apreendido pela polícia. Já sobre o suposto namorado de Sione, identificado apenas como Rafael, o delegado informou que ele deve chegar a Palmas nesta madrugada e deve ser ouvido hoje.

Entenda o caso

Laura Vitória saiu de casa por volta das 10h30 do sábado 9 de janeiro para ir a um supermercado e desapareceu quando foi comprar uma lata de milho em um mercado próximo de casa. Ela mora com a avó na região sul da capital. O caso gera forte comoção social e tem repercutido nas redes sociais.

As imagens das câmeras de segurança do mercado mostram o exato momento em que a criança entra e sai do local, no setor Lago Sul. As investigações do caso estão integralmente a cargo da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), sob o comando do delegado João Sérgio Vasconcelos Kenupp.

O caso ganha cada vez mais repercussão nas redes sociais e muitos posts pedem que as pessoas ajudem a encontrar a menina. No domingo, 17, populares e amigos da família saíram pelas proximidades do bairro para procurar a menina junto com familiares.