Saúde

Foto: Wherbert Araújo

Dentre as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, febre chikungunya como também transmissor do zika vírus, a Defesa Civil Estadual, juntamente com a Prefeitura de Miracema do Tocantins, a 60 quilômetros de Palmas realizam no próximo sábado, 13, a partir das 8 horas, uma grande mobilização informativa sobre os perigos causados pela proliferação do mosquito. Na ocasião, cerca de 200 pessoas entre agentes de saúde, de combate a endemias, servidores municipais e estaduais serão mobilizados.

Segundo o superintendente estadual da Defesa Civil, tenente coronel bombeiro Wesley Abreu, a ação em parceria com o município visa fortalecer as ações do Governo do Estado no combate à dengue. “Atendemos o chamamento do governador Marcelo Miranda e em parceria com a prefeitura de Miracema, faremos uma grande ação no próximo sábado”, afirmou.

De acordo com Sâmyla Tássia, secretária de Meio Ambiente do município de Miracema, serão mobilizados moradores dos bairros Santos Dumont, Santa Filomena, Setor Brasil, Novo Horizonte, Universitário e Flamboyant. Ainda segundo a secretária, além da visita nas residências daqueles bairros, mobilizações via redes sociais, informes de rádio e carros de som também serão utilizados. “Vamos fazer uma grande ação educativa visando combater os focos de criatórios do mosquito, como também evitar que novos casos da doença sejam notificados em nosso município”, afirmou.

Como prevenir criadouros do mosquito?

A melhor forma de prevenção é evitar água parada, onde a fêmea do mosquito Aedes aegypti deposita seus ovos.Para isso basta: 

- Manter sob abrigo da chuva pneus, garrafas, sucatas, bebedouros de animais e outros depósitos móveis, etc.

- Providenciar a vedação de caixas d’água, tambores, tanques, cisternas e poços artesianos. - Retirar qualquer porção de água acumulada em enfeites de jardim e em axilas de plantas, como as bromélias. - Colocar areia em pratos e vasos de plantas para evitar o acúmulo de água.

- Vistorie com frequência e mantenha sem obstruções de folhas e galhos calhas e ralos.

 - Não jogue lixo em terrenos baldios.

 - Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada.

- Se for guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha-as sempre com a boca para baixo.

- Não deixe a água da chuva acumular sobre a laje e calhas entupidas.

- Limpe as calhas com frequência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água.

- Lave pelo menos uma vez por semana com água e sabão vasilhas usadas para guardar água, assim como bebedouros de animais. Isso evita que ovos do mosquito depositados antes da troca da água permaneçam fixados no recipiente.

- Piscinas e fontes decorativas devem ser sempre limpas e cloradas.

 - Sempre que possível evite o cultivo de plantas como bromélias ou outras que acumulem água em suas partes externas ou retire toda água acumulada em suas folhas.