Polí­tica

Foto: Divulgação

Em discurso proferido na tarde desta terça-feira, 08, durante sessão solene em comemoração do Dia Internacional da Mulher na Assembleia Legislativa (AL), a deputada estadual Valderez Castelo Branco falou sobre a pequena participação feminina na política. Na ocasião, ela convidou as mulheres do Tocantins a serem protagonistas no próximo processo eleitoral.

“Dados do TSE mostram que apenas 31% das mulheres foram candidatas nas eleições de 2014. Mesmo sendo nós a maioria do eleitorado, nossa participação na política ainda é muito pequena. Precisamos avançar e participar ainda mais. Com o nosso trabalho, a nossa capacidade, a nossa força e a nossa coragem podemos melhorar a qualidade de vida da nossa gente”, afirmou.

Ainda durante a solenidade, cada parlamentar pode homenagear uma mulher. Valderez escolheu a bacharel em direito e oficial do Cartório de Registro de Imóveis de Araguaína Ercília Maria Moraes Soares. “Homenageio aquela que eu escolhi por conhecer sua vida pregressa, a minha homenageada Ercília, que escolhi dentre tantas outras, porque é apenas uma, mas acredito que a minha escolha vai sim, representar muitas mulheres. Araguaína te honra”, declarou.

Conquistas

Mesmo com muitos direitos a serem alcançados, Valderez destacou que é importante lembrar as conquistas que as mulheres já conseguiram no últimos anos. Foi citado pela parlamentar a Lei que inclui o feminicídio como crime hediondo como também a Lei Maria da Penha. “Também cito a matéria de minha autoria, que já foi sancionada pelo Governador Marcelo Miranda, equiparando as mães adotivas às mães biológicas na licença maternidade. Uma conquista que vem a emponderar ainda mais àquelas que optaram pela maternidade”, completou.

Homenageadas

Além de Ercília, foram homenageadas na Solenidade mais 23 mulheres, indicadas pelos parlamentares, dentre as quais a promotora de Justiça da Saúde Pública, Maria Roseli de Almeida Pery, indicada pela deputada Luana Ribeiro; a defensora de políticas públicas para mulheres do campo, Ruth Caetano Cardoso, indicada pela deputada Amália Santana; e a fundadora da associação filantrópica Casa do Caminho Raquel Murça, Luiza Sônia Murça Andrade, homenageada pelo presidente da Casa de Leis, deputado Osires Damaso.