Araguaína

Foto: Leila Mel

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) realiza o primeiro curso à distância (EaD) sobre ‘Prescrição Farmacêutica no Manejo de Problemas de Saúde Autolimitados’. O conselho cita no material do curso a Prefeitura de Araguaína que, através da portaria nº 018/2015, reconheceu o profissional farmacêutico como prescritor de medicamentos.

De acordo com a farmacêutica do município Thaize Helena Eneias Cordeiro, a portaria contribuiu para os profissionais de Farmácia e principalmente para a comunidade, que foi a maior beneficiada. “Medicamentos não tarjados e outros medicamentos com finalidade terapêutica podem ser prescritos pelo farmacêutico desde o ano passado. Isso ampliou e desafogou o atendimento nas unidades básicas de saúde”, explicou.

Ela adiantou ainda que a dispensação de medicamentos, às vezes apenas para validar a receita, faziam com que diminuíssem as vagas para outros atendimentos. “A portaria foi muito importante para que pudéssemos atender quem realmente precisava da presença do médico para consultas e outros atendimentos”, acrescentou.

A farmacêutica completou que os pacientes ampliam o seu acesso à assistência, além de continuar a receber às orientações necessárias sobre a medicação. O farmacêutico orienta o paciente quanto à forma de tomar os remédios, a importância de tomá-lo no horário e na dose certa, bem como prevenir sobre as possíveis interações e reações indesejáveis do medicamento.

De acordo com o secretário da Saúde, Jean Coutinho, o município está em destaque juntamente com os estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal.  “É um reconhecimento aos profissionais da área e o curso é importante visto que, quem participar, terá a oportunidade de aprender mais sobre os problemas de saúde abordados no curso, que são enfermidades aguda de baixa gravidade”, explicou.

Vários farmacêuticos do município já se inscreveram para participar do curso. Dentre o material do curso, os participantes vão abordar temas como espirro e congestão nasal.

Curso

Segundo o site do conselho, “o objetivo geral do curso é a disseminação de conhecimentos e o desenvolvimento de habilidades para a provisão de serviços farmacêuticos que visem proporcionar cuidado ao paciente, à família e à comunidade. O foco principal é contribuir para o uso racional de medicamentos, a otimização da farmacoterapia, a prevenção de doenças e a promoção e a recuperação da saúde, por meio da prestação de serviços farmacêuticos”.

Mais informações sobre o curso no link: http://www.cff.org.br/