Polí­cia

Foto: Divulgação Camisa ensanguentada de Natanael Camisa ensanguentada de Natanael
  • Sandálias de Welinton
  • Faca encontrada no local do crime

O trabalho desenvolvido neste domingo, 27 de março, pela Polícia Militar e a Polícia Civil, resultou na prisão em flagrante de Natanael O. da R., 38 anos, e Weliton S. de O., 25. Os dois são acusados de cometerem um crime brutal pouco antes da 7 horas da manhã de hoje, na área invadida conhecida como Setor Canadá, em Pedro Afonso.

Uma das guarnições de serviço do 3º BPM foi acionada via rádio sobre um homicídio e deslocou imediatamente ao local, onde constatou a veracidade. O corpo da vítima de 34 anos, que morreu ainda no local, estava no chão na porta de sua casa e, ao seu lado, uma faca. A porta da frente da casa havia sido arrombada e objetos revirados indicavam uma possível luta corporal. Também havia muito sangue na residência.

Segundo a polícia, por volta das 06h40 da manhã de domingo, Natanael e Weliton, cada um portando uma faca, arrombaram a casa da vítima, entraram em luta corporal com a mesma e desferiram 17 golpes, sendo sete nas costas e dez na barriga, pescoço e rosto de Francisco.

O motivo do crime teria sido uma ligação que a vítima havia feito à Polícia Militar reclamando do som alto do carro de Natanael, que estava num bar próximo à casa da vítima. Já para Weliton, o motivo do crime seria uma briga que havia tido há um tempo com Francisco, onde os dois teriam se agredido fisicamente.

Após receberem informações sobre a identidade dos autores, a PM agiu rapidamente, isolou o local, acionou a Perícia Técnica e o Instituto Médico Legal, e iniciou buscas aos suspeitos em um matagal próximo ao local do crime. Usando cavalos para facilitar o trabalho na mata e com apoio de homens do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), o primeiro suspeito do crime foi localizado por volta das 11 horas.

Em seguida, as equipes da PM em parceria com a Polícia Civil fizeram um cerco e encontraram o outro suspeito dormindo escondido em uma residência ao lado da sua no Setor Canavieiras. Com ele foi encontrada uma camisa ensanguentada. Antes, na casa onde morava, foi localizado um chinelo com marcas de sangue.

Os dois acusados foram presos em flagrante, e levados à Delegacia de Polícia Civil de Pedro Afonso para os procedimentos legais.

O capitão Aderlan, que comandou a operação por parte do 3º BPM, destacou o apoio do BPMA, e o trabalho conjunto realizado com a Polícia Civil. Para ele, a integração das forças de segurança é fundamental no combate a criminalidade. (Matéria atualizada às 09h23min de 28/03/16)