Campo

Foto: Elizeu Oliveira

O governador Marcelo Miranda entregou nesta quinta-feira, 28, um total de 901 cisternas do programa Água Para Todos e 50 certificados do Programa Barraginha, durante solenidade no Colégio Estadual Agostinho de Almeida, visando minorar a seca no município de Taguatinga, na região Sudeste do Tocantins.

O senhor Sabino Lopes de Oliveira foi um dos beneficiados com barragens em sua pequena propriedade. Para ele, que sempre conviveu com o problema de estiagem, a entrega do benefício significa a esperança de poder produzir para o sustento da família. O sentimento era de gratidão. “Graças a Deus, o governador olhou por nós. A partir de agora, vou poder plantar e colher para o sustento da família e até vender”, disse.

Maria Abadia, de 48 anos, mãe de sete filhos, recebeu das mãos do governador o documento de propriedade de uma cisterna e contou que o momento foi de emoção. Ela disse que esse benefício tem um significado muito grande para toda a família. “Agradeço primeiro a Deus e ao governador Marcelo Miranda por essa obra que ajuda muito”, comemorou. O sentimento foi compartilhado também pela produtora rural Zita Araújo, de 67 anos. “É motivo de alegria e agora tudo será diferente”, disse se referindo às melhorias que pretende realizar em sua pequena propriedade.

Para o governador Marcelo Miranda, poder proporcionar dignidade para o povo que representa é gratificante, principalmente quando é ofertada por meio de um bem precioso e vital. “Quando essa dignidade vem na forma do acesso de um bem tão raro, que é a água, isso nos deixa muito mais realizado”, disse ao lembrar os problemas enfrentados pela população da região sudeste do Tocantins, em virtude da escassez de chuvas.

Na oportunidade, o governador explicou que, mesmo diante das dificuldades enfrentadas para retomada do programa Água para Todos, graças ao planejamento, já foi possível executar cerca de 60% da implantação das cisternas. “Não poderíamos deixar que, pela falta de compromisso com o povo, os recursos do Programa voltassem para o governo federal”, disse o governador, afirmando que já orientou a equipe para que busque alternativas para implantação de mais cisternas em Taguatinga.

O presidente da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), Éder Fernandes, disse que a entrega desses benefícios em Taguatinga foi uma determinação expressa do governador Marcelo Miranda quando assumiu o governo. “Não tínhamos nenhuma cisterna instalada em Taguatinga e, em pouco mais de um ano, estamos entregando 901 unidades. Elas são de suma importância para os pequenos produtores rurais”, ressaltou.

Cisternas

As 901 cisternas em Taguatinga vão beneficiar em torno de 3.600 pessoas e demandaram um investimento que soma R$ 2.221.866.

O programa visa amenizar o problema da seca no sudeste do Tocantins, possibilitando que as famílias da zona rural tenham onde armazenar água no período das chuvas, para ser utilizada durante a estiagem. O sistema é composto por um reservatório de polietileno, com capacidade de armazenamento de 16 mil litros, bomba manual para retirada da água e cobertura utilizada para captação da água das chuvas.

Nesse sentido, o programa prevê 11.050 unidades para o Tocantins, suficientes para beneficiar cerca de 44.200 pessoas. Um investimento que soma R$ 75.142.678.

No início da gestão do Governo Marcelo Miranda, 2015, apenas 12,97% do programa Água para todos havia sido executado. Até o momento foram entregues nove mil cisternas, sendo que seis mil já foram instaladas.

Barraginhas

Já o Projeto Barraginhas beneficiou 60 proprietários rurais em Taguatinga, com 198 pequenas bacias de captação de água, o que representa um investimento de R$ 123 mil. As barraginhas irão reter as águas das chuvas para posterior utilização na agricultura e pecuária, além de evitar erosões e assoreamento de pequenos rios.

Ao todo, serão beneficiados 18 municípios, com investimento total de aproximadamente R$ 2 milhões e a construção de 3.564 barraginhas. Além de Taguatinga, neste ano, serão atendidos os municípios de Aurora do Tocantins, Lavandeira, Combinado, Novo Alegre, Arraias, Taipas do Tocantins, Ponte Alta do Bom Jesus e Novo Jardim.

Conforme o cronograma, os nove municípios restantes serão contemplados em 2017. São eles: Dianópolis, Rio da Conceição, Porto Alegre do Tocantins, Almas, Chapada da Natividade, Santa Rosa do Tocantins, Natividade, São Valério da Natividade, São Salvador do Tocantins.

A solenidade contou com a presença do prefeito local, Eronides Teixeira, auxiliares do governo, deputados estaduais e autoridades da região.