Educação

Contribuir para o uso seguro, consciente e responsável da internet, promovendo a cidadania no mundo digital. Esse é o objetivo da oficina “Segurança, ética e cidadania na Internet: educando para boas escolhas online”, que a Procuradoria da República no Tocantins sedia na próxima quarta-feira, 4 de maio, em Palmas, e que reunirá educadores da rede pública de ensino.

A atividade integra o projeto “Ministério Público pela Educação Digital nas Escolas”, realizado pelo Ministério Público Federal em parceria com a organização não governamental Safernet e o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br).

A proposta é oferecer a professores e demais operadores do sistema de direitos subsídios para o desenvolvimento de atividades pedagógicas acerca dos desafios para o uso seguro e cidadão da internet, abordando temas como ciberbullyingsexting, aliciamento, privacidade, canais de denúncia e uso excessivo da rede.

Dez estados brasileiros já sediaram a oficina sobre o tema: Bahia, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Pará, Paraíba, Pernambuco e Porto Alegre.

Será disponibilizada aos participantes do projeto a cartilha da Safernet “Diálogo Virtual 2.0: preocupado com o que acontece na Internet? Quer conversar?” – produzida em cooperação com o Ministério Público Federal e cuja versão digital pode ser acessada no site da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão.

Educadores e profissionais que trabalham com crianças e adolescentes que desejarem participar do evento deve enviar um e-mail para o endereço allinynaves@mpf.mp.br, informando o nome, o CPF e a profissão, e, além disso, devem se inscrever no site de inscrição. (http://oficinas.safernet.org.br/site/oficinas/inscricao)

Saiba mais

O projeto “Ministério Público pela Educação Digital nas Escolas” se alinha às diretrizes estabelecidas pelo Marco Civil da Internet (Lei Nº 12.965/2014), que em seu artigo 26 destaca o dever constitucional do Estado na prestação da educação para o uso seguro, consciente e responsável da Internet como ferramenta para o exercício da cidadania, a promoção da cultura e o desenvolvimento tecnológico.

Coordenado pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, por meio de seu Grupo de Trabalho Comunicação Social – com auxílio do Grupo de Trabalho de Enfrentamento aos Crimes Cibernéticos (2ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF) e do Grupo de Trabalho sobre Tecnologias da Comunicação (3ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF) –, o projeto visa contribuir para o debate e a capacitação de educadores no tema, formando agentes multiplicadores em instituições públicas de ensino. Saiba mais em clicando aqui. (http://pfdc.pgr.mpf.mp.br/projetos-finalisticos/educacao-digital-nas-escolas/o-que-e-o-projeto/)