Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) comentou nesta última quarta-feira, 4, o relatório do parecer do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) apresentado na Comissão Especial do Impeachment a favor da admissibilidade da denúncia contra a presidente Dilma Rousseff (PT) e a consequente instauração do processo de impeachment. “O relatório do senador Antonio Anastasia foi exato, caracterizando com toda clareza e com todos os argumentos jurídicos possíveis a natureza dos crimes de responsabilidade cometidos pela presidente Dilma Rousseff ”, disse.

O senador Ataídes chamou atenção para as considerações finais do relatório, em que Anastasia refuta, segundo o senador tocantinense, como "insistentes e irresponsáveis" as alegações, por parte do governo, de que o processo de impeachment configuraria um “golpe”. “Nunca se viu golpe com direito a ampla defesa, contraditório, com reuniões às claras, transmitidas ao vivo, com direito à fala por membros de todos os matizes políticos, e com procedimento ditado pela Constituição e pelo STF (Supremo Tribunal Federal)”, diz o parecer.

Ditadura

Ataídes observou que o senador do PSDB de Minas Gerais também foi preciso ao destacar que “presidencialismo sem possibilidade de impeachment é monarquia absoluta, é ditadura”.  O fato de ter sido eleito de forma democrática não pode "justificar impunidade diante de condutas irresponsáveis, que prejudicam o País e o povo", argumentou.

Segundo Ataídes, todo mundo sabe que as chamadas pedaladas fiscais da presidente tiveram como consequência "o desequilíbrio das contas públicas, a inflação, a recessão e o desemprego”, concluiu. O impeachment, para Ataídes, já pode ser dado como certo a esta altura: “A presidente já deve estar fazendo as malas para deixar o governo na próxima semana, graças a Deus”, concluiu.

Por: Redação

Tags: Ataídes Oliveira. Senado, Impeachment