Educação

Foto: Elias Oliveira   Durante a abertura do seminário, o secretário Adão Francisco ressaltou o início das obras nas escolas em situação de vulnerabilidade social Durante a abertura do seminário, o secretário Adão Francisco ressaltou o início das obras nas escolas em situação de vulnerabilidade social

Mais um passo importante do Programa Estrada do Conhecimento (PEC) foi dado na manhã desta terça-feira, 17, em Colinas do Tocantins, com a realização do Seminário Gêneros. O evento foi feito por meio de uma série de palestras realizadas por educadores e representante do Banco Mundial, que abordaram temas como vulnerabilidade social, violência e cidadania.

Durante a abertura do Seminário, que contou com apresentações culturais, o secretário de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adão Francisco de Oliveira, ressaltou as ações do PEC em 10 municípios localizados à margem da BR 153 e que se encontram em situação de vulnerabilidade social. “Hoje estamos dando, definitivamente, início às atividades de contato com as comunidades que receberão ações do PEC”, destacou.

Ao todo, com recursos do Banco Mundial, por meio do Programa de Desenvolvimento Regional, Integrado e Sustentável (PDRIS), cerca de R$ 315 milhões serão investidos em obras de infraestrutura viária em estradas vicinais do Tocantins. Destes, R$ 20 milhões são destinados ao Programa Estrada do Conhecimento para a reestruturação física, administrativa e pedagógica de 15 escolas em situação de violência, prostituição e com índices de gravidez na adolescência.

“Estamos realizando hoje um seminário dentro do contexto de gênero dentro da realidade das 15 escolas que se encontram no contexto da BR 153. Ao mesmo tempo, viemos anunciar que, das 15 unidades de ensino que serão reformadas com recursos do PDRIS, seis já estão com processo licitatório concluído e pretendemos iniciar essas reformas pela escola aqui de Colinas”, salientou o secretário.

Os municípios contemplados pelos recursos do PEC, bem como as respectivas unidades escolares que receberão as reformas referentes ao projeto físico-pedagógico foram definidas por meio de pesquisa realizada em parceria com o Banco Mundial, o que foi tratado em uma das palestras apresentadas.

Coordenadora estadual do PEC, a diretora de Desenvolvimento da Gestão Escolar da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Valdete Pagani, ressaltou o esforço para traçar o mapa da vulnerabilidade social das margens da BR 153. “Os municípios contemplados pelo PEC são aqueles que apresentaram os maiores índices de vulnerabilidade social, levantados por uma extensa pesquisa”, destacou.

Presenças

Além do secretário Adão Francisco de Oliveira e das equipes técnicas da Seduc, estiveram presentes na abertura do Seminário Gêneros, a deputada estadual Amália Santana, o prefeito de Colinas, José Santana, a diretora regional de Educação de Colinas, Teônia Cássia e representantes do poder público municipal.