Cultura

Foto: Divulgação

Para os apaixonados pelo teatro, o monólogo “Luz Intrusa” entra em cartaz nos dias 27, 28 e 29 de maio, sexta e sábado às 20h e domingo às 19h, no Teatro de Bolso do Memorial Coluna Prestes. Os ingressos estarão disponíveis a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia), na bilheteria do teatro. Destinado ao público adulto, a classificação indicativa é para maiores de 14 anos. 

A peça é do dramaturgo e diretor brasiliense, Alexandre Ribondi. No elenco o ator, diretor e professor de teatro, Abaetê Queiroz, é quem encarna o personagem. A criação de figurino e de cenário ficam a cargo do premiado diretor e iluminador, James Fensterseifer.  A produção de Luz Intrusa, que já foi duas vezes premiado pelo Fundo de Apoio à Cultura (FAC), da Secretaria de Cultura do Distrito Federal, é da Desvio Produções Culturais. 

“Luz Intrusa fala sobre um momento ruim na vida de uma pessoa. Todo mundo já passou por isso. Ela mostra a dor, mas também o ridículo dessa situação, pois tudo tem dois lados: o sincero e o risível, que também é humano. Mas é uma peça que tem uma luz no fim do túnel, tem esperança. O personagem vai ao fundo do poço e acha seu caminho. E o retorno que mais temos é o da identificação, todos que assistem conseguem, de alguma forma, se ver nesse personagem”, conta o diretor.

Sobre a peça

Um homem, só, em um apartamento desarrumado. Circundado por paredes e portas fechadas, ele recusa a companhia da internet, do celular e das cartas que se acumulam. Acompanhando o seu pensamento em voz alta, o público fica sabendo que esse solitário perdeu o emprego e a mulher amada. 

É este o pontapé inicial de Luz Intrusa, esse homem mordido pelo monstro da paixão. Nos 60 minutos de espetáculo, ele se debate entre desejos díspares, que vão da alegria ao profundo desencantamento com a vida e com as pessoas. Como se estivesse num purgatório, ele revive suas alegrias, enfrenta seus fetiches, mergulha na amada memória do pai, acusa o mundo de querer fazê-lo sofrer e, ao fim, se rende diante da necessidade primária e urgente de viver, sejam quais forem os riscos. 

Ficha Técnica

Texto e direção: Alexandre Ribondi

Ator: Abaetê Queiroz

Concepção de luz e cenário: James Fensterseifer

Produção: Desvio Produções Culturais