Estado

Foto: Divulgação

Reunidas na manhã desta quinta-feira, 19 de maio, as entidades classistas representativas das diversas categorias de servidores públicos civis e militares do Estado do Tocantins confirmaram o posicionamento de rechaçar a proposta apresentada pelo Governo do Estado para pagamento dos retroativos da data-base de 2015. As entidades exigem o cumprimento da lei, com o pagamento imediato dos retroativos e implantação da data-base 2016 já na folha de maio. Uma contraproposta está sendo construída nesse sentido e será entregue na próxima rodada de negociação com o Governo.

Além de rejeitar a renegociação do retroativo, os presidentes dos Sindicatos e Associações também criticaram duramente o fato do governo não ter apresentando nenhuma proposta para a implementação do índice da data-base deste ano, que foi de 9,8307%.

Na ocasião, também ficou definido que, de agora em diante, todas as tratativas de negociação e ações de mobilização em prol do pagamento da data-base serão realizadas pelo Movimento de União dos Servidores Civis e Militares do Estado do Tocantins (MUSME-TO). O MUSME é uma iniciativa das entidades classistas cujo objetivo é organizar e unificar as estratégias de mobilização dos servidores. O movimento será coordenado por uma Comissão de sindicalistas, que trabalharão as deliberações de forma conjunta com todas as entidades classistas.

Na próxima quarta-feira, dia 25, às 10 horas, os Sindicatos e Associações realizarão um evento onde será feito o lançamento o oficial do MUSME e serão apresentadas as próximas ações de mobilização dos servidores.

Por: Redação

Tags: Data Base, Sisepe