Palmas

Foto: Divulgação

A Unimed Palmas informou que os atendimentos aos usuários da Associação dos Servidores Municipais de Palmas (ASSEMP) foram retomados na tarde dessa quinta-feira, 19. De acordo com a Unimed Palmas, a comissão que assumiu a gestão da associação, assinou um termo de compromisso responsabilizando a Assemp a providenciar a quitação do débito de R$ 1,9 milhão, desde abril de 2015, dentro de 60 dias. 

A associação deve manter, a partir de agora, o pagamento integral das parcelas mensais do plano junto à Unimed Palmas, sem atraso.

O presidente da Assemp, Jordeon Gama de Sousa, está afastado do cargo desde quarta-feira, 18 de maio, para que uma auditoria investigue dívida superior a R$ 1 milhão, da Associação com a Unimed. Em entrevista ao Conexão Tocantins, Jordeon, disse estar subtendido uma apropriação indébita e a auditoria irá esclarecer o débito. O afastamento do presidente pode ser prorrogado por mais 30 dias. 

Jordeon apontou falhas no sistema de informática que, segundo ele, a Prefeitura de Palmas contrata e dá a concessão para a Assemp administrar, lançando as despesas dos usuários. "Se eles falarem que é culpa de gerência, eu não discordo não porque realmente não deixa a gente fazer mas vai ficar ótimo porque quero deixar claro aos usuários e a quem quiser que não é uma impropriação indébita. Queremos provar quem usou e não descontou, porque é inconsistência do sistema", disse. "Se a Unimed cobra R$ 300 mil e só chega R$ 250 mil, cadê os R$ 50 (mil)? Aí com essa auditoria vamos mostrar porque falta R$ 50 (mil)", afirmou. 

De acordo com informações repassadas pela comissão, apesar do afastamento, o presidente da Associação Jordeon Gama continuará realizando as funções administrativas da Assemp. Porém, tudo supervisionado pela comissão auditora. 

A comissão é formada por aproximadamente 11 servidores.