Polí­tica

Foto: Divulgação

Dos mais de 16.018.485 brasileiros filiados a partidos políticos, incluindo os que moram no exterior, 8.860.933 são do sexo masculino e 7.157.552 do sexo feminino. Os números divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com base no total de legendas registradas, indicam que a maioria das pessoas com vinculação partidária tem entre 43 e 58 anos e a menor parte de adeptos tem acima de 79 anos. Do total, 192.991 são jovens entre 16 e 21 anos.

As legendas registradas no TSE chegam a 35 agremiações. Ainda segundo dados da Justiça Eleitoral, as legendas com mais filiados são o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), com 2.306.056 de adeptos; o Partido dos Trabalhadores (PT), com 1.549.608; e o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), com 1.405.117 pessoas. Dentre aqueles com menor quantidade de filiados, estão: o Partido Novo (NOVO) e Rede Sustentabilidade (REDE), com 2.394 e 15.600 filiados, respectivamente. Já o Partido da Causa Operária (PCO) soma 2.894 integrantes. 

As informações foram divulgadas pelo sistema Filiaweb - ferramenta desenvolvida pela Justiça Eleitoral para que os partidos políticos e o cidadão possam interagir de forma on-line com o Sistema de Filiação Partidária. Elas atendem a determinação da Lei 9.096/1995 dos Partidos Políticos, que estabelece em seu artigo 19, a obrigatoriedade de as agremiações encaminharem as relações de seus filiados em abril e outubro de cada ano. 

Essa relação atualizada deve conter a data de filiação e o número dos títulos e das seções eleitorais em que os filiados às legendas estiverem inscritos. Se a relação não é remetida nos prazos mencionados, permanece inalterada a filiação de todos os eleitores. No entanto, a lista de filiados pode ser atualizada diariamente pelos partidos e as estatísticas são atualizadas mensalmente. 

No caso de coexistência de filiações, prevalece a mais recente, mas a Justiça Eleitoral deve determinar o cancelamento das demais. (com informações do TSE)