Educação

Foto: Elias Oliveira

A uma semana da realização das provas da 1ª fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), a ser realizada na próxima terça-feira, 7, alguns professores estão reforçando os conteúdos que irão fazer parte da OBMEP para que os alunos estejam mais preparados.

Na Escola Estadual Madre Belém, em Palmas, os professores de Matemática Jarles Oliveira Silva Noleto e Dimas Dias Sena estão orientando os estudantes e repassando mais exercícios específicos.

Jarles ressaltou a importância das olimpíadas para a aprendizagem dos alunos. “Percebemos que a OBMEP ajudou na propagação da Matemática, que antes parecia estar mais distante dos alunos, agora, eles perguntam mais e mostram mais interesse pela disciplina”, frisou Jarles.

O professor Dimas esclareceu que é importante a contextualização dos assuntos referentes à Matemática, por isso é importante a integração das atividades entre os professores. Este ano, a Escola Madre Belém promoveu palestras com engenheiros que explicaram como utilizam a Matemática na rotina do trabalho e alguns professores construíram maquetes sobre figuras geométricas para que os alunos visualizassem e entendessem melhor os assuntos.

A estudante Jaqueline Milhomem, 15 anos, que cursa a 2ª série do ensino médio, disse que tem consciência da importância de participar da olimpíada, apesar do pouco tempo que tem para estudar. “No ano passado fiz as provas da OBMEP, já tenho experiência. Acho importante fazer as provas pelo aprimoramento sobre o assunto e pela experiência adquirida”, comentou Jaqueline.

Outra aluna que irá fazer as provas é Ana Júlia Souza Lopes, 15 anos, da 1ª série. “Gosto mais da área de humanas, mas vou fazer as provas para obter mais experiência”. Pedro Henrique Santos Andrade, 16 anos, disse que está estudando bastante. “Como não tenho internet para fazer os exercícios em casa, tento aprender o máximo na escola. E a olimpíada é uma forma de nos incentivar a estudar mais”, ressaltou Pedro Henrique.

OBMEP

Este ano, estão participando da olimpíada 17.839.424 alunos, de 47.474 escolas e, segundo os coordenadores da OBMEP, foi registrada a participação de 99,59% dos municípios brasileiros.

A prova da terça-feira será objetiva, com questões de múltiplas escolhas, terá duração de 2h30min e será aplicada pelo professor responsável pela turma. Os estudantes classificados na primeira prova participarão da segunda fase, que será realizada no dia 10 de setembro.

Na edição de 2016, serão concedidas, aos alunos, 500 medalhas de ouro; 1.500 medalhas de prata; 4.500 medalhas de bronze e 46.200 certificados de Menção Honrosa.

No ano passado, o Tocantins obteve 492 alunos premiados, sendo dois com medalhas de ouro; nove com medalhas de prata; 61 com medalhas de bronze e 420 com certificados de Menção Honrosa.

Esta é a 12ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, é uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e realizada com recursos do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI).