Campo

Foto: Divulgação

Com o objetivo de levar novas tecnologias para o campo, fazendo com que o produtor produza mais, em menos espaço e com baixo custo, o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) implantou, no Centro Agrotecnológico de Palmas, uma Unidade Demonstrativa de Arroz Terras Altas, alcançando rendimentos muito positivos.

Em uma área de 1.350 m² foram plantadas as variedades de arroz BRS Esmeralda, BRS Sertaneja e BRS Serra Dourada, tendo como resultado a colheita de 540 quilos arroz da classe longo fino, em 93 dias. De acordo com o engenheiro agrônomo e gerente de Assistência Técnica e Extensão Rural, Edmilson Rodrigues, as variedades foram desenvolvidas pela Embrapa e são ótimas alternativas para o agricultor familiar. “Apresentam alta qualidade de grãos e são isentas de doenças, principalmente a brusone, considerada a principal doença do arroz”, disse o gerente.

Ainda de acordo com Edmilson Rodrigues, essas cultivares tem um ciclo de colheita menor que o arroz tradicional. “Enquanto as outras variedades levam em torno de 150 dias para serem colhidas, o arroz terras altas apresenta, em média, ciclo de 105 dias. Isso se deve as condições climáticas, com luminosidade e temperaturas ideais. Além dessas qualidades, o Esmeralda, Sertaneja e Serra Dourada são opções para renovação de pastagens degradadas, rotação de culturas em áreas já cultivadas e podem ser inseridas no sistema integração lavoura-pecuária”, acrescentou.

Destaque

A unidade de arroz terras altas foi destaque no Pavilhão da Agricultura Familiar durante a Agrotins 2016, realizada de 3 a 7 de maio, sendo um exemplo de produção. O local recebeu a visita de dezenas de agricultores do Tocantins e de outros estados, como Pará e Maranhão, interessados no cultivo do produto.

O arroz colhido, no Centro Agrotecnológico de Palmas, será armazenado para ser utilizado na implantação de novas unidades demonstrativas em todas as regiões do Estado. 

UD’s arroz terras altas

Como meio de fortalecer a cadeia produtiva, o Governo do Estado, por meio do Ruraltins, em parceria com a Embrapa (arroz e feijão/Pesca e Aquicultura) implantou oito unidades demonstrativa de arroz terras altas nos municípios de Gurupi, Porto Nacional, Couto Magalhães, Araguaína, Conceição do Tocantins, Araguatins, Tocantínia e Paraíso.

A produção do arroz no Tocantins alcançou na safra 2015/2016 mais de 570 mil toneladas de grãos, de acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).