Esporte

Foto: Dennis Tavares Ao todo cerca de 90 policiais civis e militares garantiram a tranquilidade da festa Ao todo cerca de 90 policiais civis e militares garantiram a tranquilidade da festa

Para honrar o compromisso de garantir a segurança do maior símbolo dos jogos olímpicos, durante sua passagem pelo Tocantins, o governo do Estado por meio das forças de segurança, promoveu uma festa tranquila e sem grandes intercorrências a todos que se dispuseram ver de perto a Tocha Olímpica, que percorreu as ruas de Palmas neste último sábado, 11 de junho.

Um comboio, formado por equipes de segurança das três esferas de governo acompanhou a Chama Olímpica desde o momento em que ela foi apresentada aos tocantinenses, ainda no Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues e seguiu todo o percurso pré-definido pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016.

De acordo com o delegado de polícia Marcio Girotto, coordenador de segurança da tocha, no Tocantins, por questões de segurança, houve alteração, de última hora, no percurso previamente divulgado pela Prefeitura de Palmas e o início do revezamento, que estava previsto para acontecer no Jardim Taquari, foi transferido para Taquaralto. “Foi uma decisão puramente técnica do Comitê Organizador do Rio, em conjunto com as equipes de segurança nacional e do Tocantins, para não comprometer a seguridade dos participantes e, claro da população”, esclareceu.

O delegado disse ainda que o serviço de inteligência do Tocantins detectou fortes indícios de realização de protestos por manifestantes na região de Taquari e comunicou o fato aos organizadores do evento. “Nossos serviços de inteligência, tanto da Polícia Civil, quanto o da Polícia Militar detectaram movimentos de manifestantes da comunidade da Capadócia, que poderiam colocar em risco a vida dos participantes do evento. A decisão não teve nenhuma conotação política, foi tomada em conjunto por todas as forças de segurança que participaram do evento, para preservar a ordem pública e a integridade física dos participantes, como também da população em geral”, afirmou.

Segundo Marcio Girotto, apesar da retirada do apoio da Prefeitura de Palmas, a segurança do evento não foi prejudicada, uma vez que o Estado estava preparado para dar o suporte necessário. “Diante dos acontecimentos, acionamos imediatamente o Grupo Tático da Polícia Civil (GOTE), além do reforço policial em todas as delegacias das áreas contempladas pela passagem da tocha Olímpica e também da Polícia Militar. Ao todo cerca de 90 policiais civis e militares garantiram a tranquilidade da festa”, concluiu.

Participaram do comboio de segurança a Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Secretaria da Saúde (SAMU), Marinha do Brasil e Infraero.

Por: Redação

Tags: Esporte, Márcio Girotto, Tocha Olímpica